https://winabet365.com/affiliates/?btag=664223

Viagem no tempo

Vasco teve dois aviões lutando na 2ª Guerra Mundial contra o Nazismo

Campanha do Vasco nos anos 40 levou o clube a doar dois aviões para a Força Aérea Brasileira

Avião doado pelo Vasco para a Força Aérea Brasileira (Foto: NetVasco)
Avião doado pelo Vasco para a Força Aérea Brasileira (Foto: NetVasco)

Por Bola Parada EC

Todos sabemos do posicionamento político do Vasco da Gama: um clube historicamente progressista, que se não foram os pioneiros a ter um negro no time – há versões que falam que foi o Bangu ou a Ponte Preta –, não deixam dúvidas de que o Club de Regatas Vasco da Gama adotou uma atitude que contribuiu decisivamente para a inclusão de atletas negros, mulatos e demais brasileiros que não pertenciam à elite, numa luta contra o racismo que era regra na década de 1920.

Mas a contribuição cruzmaltina na 2ª Guerra Mundial ainda é sim uma história pouco contada.

A Comissão Pró-Avião no Vasco

Estamos em 1942, no auge da Segunda Grande Guerra. O mundo tenta formar uma aliança geral contra os nazistas alemães. E o Vasco da Gama se prontifica a ajudar o Brasil a fazer sua parte.

O estádio São Januário, que tem a mística de ser o local onde Getúlio Vargas assinou a CLT em 1943 e onde Luis Carlos Prestes discursou a favor da redemocratização em 1945, teve antes, ainda em 1942, sua primeira participação política: o Vasco da Gama colocou o estádio à disposição do Exército brasileiro, e lá foi montada a Escola de Instrução Militar do Rio de Janeiro, onde se formaram mais de 10 mil soldados.

Além da formação, São Januário era o local onde os recrutas podiam se distrair jogando futebol, e serviu também como alojamento para soldados que chegavam de outros estados rumo à Europa em guerra.

Mas a participação do Vasco na luta contra o nazismo não acabou por aí. Na costa brasileira, principalmente no Nordeste, os submarinos alemães estavam fazendo muitas vítimas. Marinheiros e suas famílias estavam sendo mortos pelos ataques nazistas.

O presidente do Vasco na época, Ciro Aranha, a partir do clamor popular pelas vidas perdidas, decide convocar uma campanha de doações para as famílias. Para animar a força de sua torcida, o presidente disse que, com as doações, além de ajudar as famílias dos marinheiros, iria comprar um avião de guerra e doar para a Força Aérea Brasileira. Estava criada a Comissão Pró-Avião no Vasco da Gama.

Na costa brasileira, principalmente no Nordeste, os submarinos alemães estavam fazendo muitas vítimas.

Um avião? Ah, manda logo dois

As doações começaram a chegar, e ao visitar a importadora para fazer o pedido do avião, Ciro e outros dirigentes vascaínos se empolgaram e encomendaram logo dois. A confiança na ajuda da torcida era gigante. E não erraram: as doações se multiplicaram. Cada torcedor que fazia uma doação ganhava um distintivo do clube, e por um bom tempo não se via um vascaíno sem o distintivo da campanha em São Januário.

Os aviões foram comprados, e foram devidamente pintados com a cruz de malta. E o dinheiro – você pode perguntar – deu?

Não só deu como sobrou. O Vasco quis iniciar uma campanha de devolução do excedente, mas os torcedores negaram. O clube então construiu, com ajuda desse dinheiro, a sua sede náutica na Lagoa Rodrigo de Freitas.

No dia 10 de dezembro de 1942, no intervalo de um jogo entre seleções estaduais em São Januário, os aviões foram oficialmente entregues pelos dirigentes vascaínos ao ministro da Aeronáutica do Brasil.

Como diz o belo hino vascaíno, “tua estrela, na terra a brilhar”. No caso, não foi na terra, mas a cruz de malta esteve nos ares de um mundo em guerra, lutando pela causa certa.

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: