//Quem somos

O site Verminosos por Futebol, no ar desde 14/8/2012, aborda cultura, memória e lado B do futebol. Entenda: “verminoso” é um sinônimo cearense para louco ou fanático.

Verminosos por Futebol


Quem dirige o site?

O jornalista Rafael Luis Azevedo, 39, é editor do Verminosos. É um dos 14 profissionais mais premiados na história do jornalismo no Nordeste (4º no Ceará e 67º no Brasil), segundo o Portal dos Jornalistas, com 41 premiações. Cobriu as Copas do Mundo de 2010 e 2014, foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas e diretor do documentário “Aqui é Flamengo“. Seus curtas estiveram em três streamings e 11 festivais de cinema.

Rafael é também gerente geral da rádio FM Assembleia, tendo passagens pelos sites Tribuna do Ceará, Vós e O Povo Online, jornal O Povo e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens freelancer e produção de documentários para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice, UOL, Agência Pública e The Epoch Times (EUA) e as TVs France 2 (FRA), France 24 (FRA) e National Geographic (EUA).

rafael@verminososporfutebol.com.br, InstagramLinkedin e Linktree.

Larissa-Cavalcante

A publicitária Larissa Cavalcante cuida dos projetos especiais do Verminosos. É publicitária, mestre em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e professora nas faculdades Senac e Farias Brito, em Fortaleza, tendo sido professora e/ou coordenadora universitária em Fanor, Uni7, Unifor e UFC. No Verminosos, assinou reportagens vencedoras de dois prêmios Gandhi.

Com mais de 20 anos de experiência no mercado, Larissa é gerente de marketing na BioPhormula Suplementos, e já atuou no marketing de M. Dias Branco, Kaiser, Mallory, RedeCar+ e Sistema Jangadeiro. Ministrou palestras, treinamentos e consultorias para Cagece, Jacris Kids e Teens, Ambev, Grupo Telles, Haskell Cosméticos, Isofarma e Caramelo Comunicação.

larissa@verminososporfutebol.com.br, InstagramFacebook e Site Pessoal


Quem passou pelo site:

Repórteres:

Nesses anos, já tivemos como freelancers três estudantes de jornalismo ou audiovisual em webdocs e curtas-metragem – Fernanda Moura, Adriano Paiva e Guido Nobre.

Colaboradores (clique nos links para ler seus posts):

Alana Cavalcante | Alex Machado | Amaury F. Portugal Neto | Caio Souza | Ciro Câmara | Cleilson do CarmoDaniel Herculano | Daniel Valenciano Gimenes | Djalma Mendonça | Ednei TorresiniEduardo Luiz Avendano | Emanuel Colombari | Esequias Pierre | Felipe Augusto | Felipe Noronha | Gaspar Vieira Neto | Guilherme Custódio | Hamilton Kuniochi | Hayanne Narlla | Henrique Barbosa | Ives Teixeira SouzaJoão Ricardo de Oliveira | Jorginho O LendárioJúlio SimõesLeanderson Lima | Leonardo CruzLucas AbdoLucas CatribLucas SartorelliMarcelo AntônioMarcelo BlocMarcelo DuarteMatheus RibeiroMaurício BrumMiguel FreitasPedro SombraRicardo LucarelliRoberto Vieira | Rodrigo GoyannaRodrigo SoaresRubens MeloSamuel ColaresSérgio MelloStéfano SallesTadeu FeitosaThiago CafardoVictor CaselliViviane GonçalvesWesley MachadoXico SáYanna GuimarãesYuri Casari | Yuri MeloBola ParadaImpedimentoJornalistas e CiaMantos do FutebolShow de Camisas


Qual a nossa missão?

O Verminosos por Futebol nasceu da ânsia de Rafael Luis Azevedo de produzir um jornalismo esportivo focado em futebol com uma linha editorial diferente da de veículos de comunicação onde ele trabalhava em Fortaleza. Para fazer do jeito que o jornalista acreditava, era preciso ter seu próprio espaço.

Assim, em 2012 surgiu o Verminosos por Futebol, onde o factual ficaria em segundo plano. Em vez de notícias de jogos e treinos de clubes, a prioridade da mídia tradicional local, traríamos reportagens, perfis, entrevistas e histórias sobre cultura, memória e lado B do futebol.

Larissa Cavalcante, esposa de Rafael, também faz parte do projeto, contribuindo com sua experiência em publicidade e marketing. De lá pra cá, a dupla se orgulha de ter virado referência entre quem busca ler sobre o chamado futebol alternativo.

Muitas reportagens do site pautaram veículos tradicionais, seja brasileiros ou estrangeiros. E reportagens receberam nove prêmios de jornalismo – como a melhor reportagem de esportes no Nordeste em 2015, no Prêmio Petrobras, com “Ceguim: O técnico que tudo vê“.

O Verminosos por Futebol venceu o Prêmio Petrobras em duas categorias (Foto: Divulgação)
O Verminosos venceu o Prêmio Petrobras de 2015 em duas categorias (Foto: Divulgação)

Para além do Ceará

Nesses anos, o Verminosos por Futebol já manteve parceria com a revista Placar, onde assinamos uma seção na edição impressa em 2015, e teve reportagens republicadas pela Four Four Two, da Inglaterra, a maior revista de futebol do mundo.

As primeiras reportagens em vídeo vieram em 2015, e em 2019 entramos no ramo do cinema. Dois dos nossos curtas-metragem, “Futebol para Todos” e “Aqui é Flamengo“, nos levaram a 11 festivais de cinema nacionais e estrangeiros, e a três serviços de streaming – DAZNPrime Video e Box Brazil Play.

Em 9 anos no ar, após 1.700 matérias, já tivemos 8 milhões de visualizações, a partir de 3,5 milhões de usuários diferentes. Tendo o maior número de visitas nos estados de São Paulo (29%), Rio de Janeiro (9%), Minas Gerais (9%), Rio Grande do Sul (6%), Ceará (6%) e Paraná (6%).

Para além do jornalismo

Para além do jornalismo, a gente já promoveu um encontro de colecionadores de camisas de futebol, o 1º Encontro de Verminosos por Camisas de Futebol, em 2016, em Fortaleza. Cidade onde a gente desfila com um Gol Bola adesivado de futebol – o Verminoso Móvel. Ah, a palavra “verminosos” já virou até música!

Para efeito de transparência com nossos leitores, os ganhos do site são sobretudo com publicidade, além de participação em programas de afiliados, editais, prêmios de jornalismo, produção e repasse de reportagens para veículos terceiros.

De lá pra cá, o projeto vem sendo conciliado pelos sócios com outras atividades – redações de jornalismo em TVs, sites, revistas e rádio, caso de Rafael; e educação, caso de Larissa, professora universitária. Se tudo isso já foi conquistado até aqui, imagina o que ainda pode vir pela frente.


Prêmios de jornalismo do site:

 – Prêmio Gandhi de Comunicação 2020.
Reportagem: Documentário Aqui é Flamengo.
Autores: Rafael Luis Azevedo, Larissa Cavalcante, Vinicius Augusto Bozzo, Priscille Gomes, Guido Nobre, Mikael Teixeira, David Lima Duarte, Gustavo Brito e Alan Kardec Filho.
Categoria: Produtor de Conteúdo Online – Nacional.
Promoção: Agência da Boa Notícia.

8º Prêmio Ministério Público do Ceará de Jornalismo 2019.
Reportagem: Futebol para Todos.
Autores: Rafael Luis Azevedo, Larissa Cavalcante e Adriano Paiva.
Categoria: Webjornalismo. (2º colocado)
Promoção: Ministério Público do Ceará.

 – Prêmio Inspiring The World 2017.
Reportagem: The Brazilian Blind Boss (versão em inglês de Ceguim – O técnico que tudo vê).
Autores: Rafael Luis Azevedo e Fernanda Moura.
Categoria: Internacional. (Honra ao mérito)
Promoção: The Epoch Times, dos Estados Unidos.

– Prêmio Gandhi de Comunicação 2017.
Reportagem: Série #FutebolAtrásDasGrades.
Autores: Larissa Cavalcante, Rafael Luis Azevedo e Adriano Paiva.
Categoria: Produtor de Conteúdo Online – Nacional.
Promoção: Agência da Boa Notícia.

– Prêmio Petrobras de Jornalismo 2015 (entregue em 2016).
Reportagem: Ceguim – O técnico que tudo vê.
Autores: Rafael Luis Azevedo e Fernanda Moura.
Categoria: Reportagem Esportiva – Regional Nordeste.
Promoção: Petrobras.

– Prêmio Petrobras de Jornalismo 2015 (entregue em 2016).
Reportagem: Não vai ter Copa – Histórias de brasileiros que não sabem o que é energia elétrica (Publicada originalmente pela Agência Pública).
Autor: Rafael Luis Azevedo.
Categoria: Reportagem sobre energia, gás e petróleo – Nacional.
Promoção: Petrobras.

– Prêmio Juíza Patrícia Acioli de Direitos Humanos 2015.
Reportagem: Ceguim – O técnico que tudo vê.
Autores: Rafael Luis Azevedo e Fernanda Moura.
Categoria: Jornalismo. (Honra ao mérito)
Promoção: Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj).

– Prêmio Cidadania Judiciária 2014.
Reportagem: Não vai ter Copa – Histórias de brasileiros que não sabem o que é energia elétrica (Publicada originalmente pela Agência Pública).
Autor: Rafael Luis Azevedo.
Categoria: Webjornalismo.
Promoção: Tribunal de Justiça do Ceará.

– Prêmio ACI de Jornalismo 2013.
Reportagem: Série “Deu a Louca”.
Autor: Rafael Luis Azevedo.
Categoria: Jornalismo Online.
Promoção: Associação Cearense de Imprensa.


Festivais de cinema que participamos:

11ºFestival del Cinema di Cefalù 2022 (Palermo, Itália)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo

10º – Beausoleil Côte d’Azur Festival du Cinéma Sportif 2022 (Nice, França)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”

Festival RNAB 2022 (São Paulo)
Curta-metragem “Futebol para Todos

Festival Renuac 2021 (Santiago, Chile)
Curta-metragem “Futebol para Todos”

– Impact Short Film Festival 2021 (Seattle, Estados Unidos)
Curta-metragem “Futebol para Todos”

6º – Festival de Cine de Fútbol Minuto 90 2021 (Peru e Colômbia)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”
Curta-metragem “Futebol para Todos”

Cine Ceará: Festival Ibero-Americano de Cinema 2020 (Fortaleza)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”
Curta-metragem “Futebol para Todos”

Cinefoot: Festival de Cinema de Futebol 2020 (São Paulo)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”

Festival de Cinema Alter do Chão 2020 (Santarém-PA)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”

Sportfilm Liberec 2020 (Liberec, República Checa)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”

First-Time Filmmaker Sessions 2020 (Londres, Reino Unido)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”

* Seleção no edital 3º Concurso de Documentários da TV Câmara (Brasília)
Curta-metragem “Aqui é Flamengo”


Vídeo promocional do lançamento do site, em 2012:

Jingle do Verminosos, lançado em 2014:

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags