Stakecheia

Leaderboard - KTO

Jogo lúdico

Artista espalha pinturas do Botafogo em muros do Rio de Janeiro

Felipe Rocha utiliza a técnica de pintura em estêncil para homenagear o Botafogo no Rio de Janeiro

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
A arte de Felipe Rocha faz sucesso entre botafoguenses (Foto: Acervo pessoal)
A arte de Felipe Rocha faz sucesso entre torcedores botafoguenses (Foto: Acervo pessoal)

Se você já viu pinturas do Botafogo em muros do Rio de Janeiro, este é o pai da criança. Apaixonado pela arte do estêncil, e também por futebol, Felipe Rocha resolveu espalhar a Estrela Solitária pela cidade.

A arte sempre esteve ligada à família – o pai era compositor e a avó materna, uma grande cantora de rádio na década de 1940. Já o gosto pelas pinturas veio nos anos 90, ao conhecer o grafite e as intervenções urbanas.

A ideia de fazer pinturas sobre o Botafogo surgiu em 2023, a partir da percepção de que os muros do estádio Nilton Santos precisavam de vida. “As cores eram muito sólidas”, relembra o artista. A alternativa foi imagens de jogadores e frases marcantes.

Perdeu as contas

Com o tempo, a arte se espalhou por bairros do Rio de Janeiro. Hoje, Felipe perdeu as contas de quantos desenhos já fez. “Uma das minhas características é realizar os trabalhos em muros de escolas públicas”, relata.

Foi daí que nasceu o batismo de seu projeto: Museus a Céu Aberto. “Cada muro pode contar uma história”, reforça Felipe, professor de Educação Física de 48 anos, que assina com o nome artístico F12.

“Cada muro pode contar uma história”. (Felipe Rocha)

Felipe Rocha começou fazendo pinturas nos muros do estádio Nilton Santos (Foto: Acervo pessoal)
Felipe Rocha começou fazendo pinturas nos muros do estádio Nilton Santos (Foto: Acervo pessoal)

Técnica do estêncil

O artista utiliza a técnica da pintura em estêncil. Através dela, um molde é usado para aplicar a ilustração em diferentes superfícies. Os desenhos, em geral, medem 2m x 1,5m.

Felipe investe entre R$ 200 e R$ 250 em cada ilustração. “Tudo é por conta própria, é meu lazer. Se receber, vira trabalho”, explica. “Mas aceito encomendas, e esses trabalhos financiam a arte de rua”.

“Tudo é por conta própria, é meu lazer. Se receber, vira trabalho”. (Felipe Rocha)

A pintura pode durar até duas semanas, desde a concepção até a conclusão. Por isso, Felipe ficou chateado após apagarem um desenho em homenagem a Tiquinho Soares, atacante que viveu altos e baixos em 2023.

“Eu acredito que consigo fazer as pessoas refletirem, mobilizarem as suas identidades, relembrarem as suas memórias. Estou conversando com uma torcida de futebol através de uma linguagem imagética”, analisa.

E algumas imagens, como diz o poeta, valem mais do que mil palavras.

Serviço:

Siga o trabalho de Felipe Rocha

O artista usa sua arte também como posicionamento político (Foto: Acervo pessoal)
O artista usa sua arte também como posicionamento político (Foto: Acervo pessoal)

> Reportagem produzida por Yuri de Melo, com edição de Rafael Luis Azevedo, do Verminosos por Futebol.


Siga o Verminosos por Futebol:
Instagram
Twitter
Facebook
Youtube

Tiktok

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Uma resposta para “Artista espalha pinturas do Botafogo em muros do Rio de Janeiro”

  1. Muito boa, essa tua iniciativa de mostrar sua arte nos muros, criando uma identidade com o clube, parabéns artista , quero estender um pedido, temos que resgatar . Marechal Hermes, um espaço que está se acabando, abandonado, alí tem muita história. Vamos levar ao conhecimento do. Textor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: