Viagem no tempo

Estes são os jogadores do Brasil medalhistas no futebol masculino em Olimpíadas

O Brasil é o país com mais medalhas na modalidade (6), apesar de que apenas uma foi de ouro

Veja infográfico com os medalhistas em todas as Olimpíadas (Foto: Verminosos por Futebol)
Veja infográfico com os medalhistas em todas as Olimpíadas (Foto: Verminosos por Futebol)

Quem foram os jogadores do Brasil que receberam medalhas no futebol masculino em Olímpiadas? O Verminosos por Futebol faz um resumo de cada edição, e cita posição, idade e clube de cada atleta.

Jogadores que fizeram dobradinha

Neymar foi o único medalhista de ouro (em 2016) que recebeu outra medalha (prata em 2012). Três jogadores foram bronze em 2008 e prata em 2012 (Thiago Silva, Marcelo e Alexandre Pato). Dois foram prata em 1984 e 1988 (Ademir e Luís Carlos Winck). Já Bebeto foi prata em 1988 e bronze em 1996.

Uma observação: treinadores, apesar de citados no levantamento do Verminosos por Futebol, não recebem medalha nas Olimpíadas.

Este post contou com consultoria do pesquisador gaúcho João Batista Lopes da Silva. Confira o levantamento abaixo. Se curtir, compartilhe!


Rio de Janeiro-2016

Medalha do Brasil: Ouro
Critério de convocações: Jogadores com menos de 23 anos, com três exceções. O torneio não foi Data Fifa, por isso os clubes não foram obrigados a liberar atletas com idade acima de 23 anos.

> Brasil conquistou sua 1ª medalha de ouro no futebol, tornando-se o 4º anfitrião a ser campeão – depois de Reino Unido (1908), Bélgica (1920) e Espanha (1992).

Campanha: Brasil 0x0 África do Sul, Brasil 0x0 Iraque e Brasil 4×0 Dinamarca, na 1ª fase; Brasil 2×0 Colômbia, nas quartas; Brasil 6×0 Honduras, nas semifinais; e Brasil 1×1 Alemanha (5×4 nos pênaltis).

Brasil conquistou o ouro pela 1ª vez no futebol em 2016 (Foto: CBF)
Brasil conquistou o ouro pela 1ª vez no futebol masculino em 2016 (Foto: CBF)

1 – Weverton* (G, 28, Athletico-PR)
2 – Zeca (L, 22, Santos)
3 – Rodrigo Caio (Z, 22, São Paulo)
4 – Marquinhos (Z, 22, PSG)
5 – Renato Augusto* (M, 28, Beijing Guoan-CHN)
6 – Douglas Santos (L, 22, Atlético-MG)
7 – Luan (M, 23, Grêmio)
8 – Rafinha Alcântara (M, 23, Barcelona)
9 – Gabriel Barbosa (A, 19, Santos)
10 – Neymar* (A, 24, Barcelona)
11 – Gabriel Jesus (A, 19, Palmeiras)
12 – Walace (V, 21, Grêmio)
13 – William (L, 21, Internacional)
14 – Luan Garcia (Z, 23, Vasco)
15 – Rodrigo Dourado (V, 22, Internacional)
16 – Thiago Maia (V, 19, Santos)
17 – Felipe Anderson (A, 23, Lazio)
18 – Uilson (G, 22, Atlético-MG)
Técnico: Rogério Micale

Londres-2012

Medalha do Brasil: Prata
Critério de convocações: Jogadores com menos de 23 anos, com três exceções.

> Foi a 3ª medalha de prata do Brasil no futebol masculino, depois dos Jogos de 1984 e 1988. Desta vez, bateu na trave frente o México.

Campanha: Brasil 3×2 Egito, Brasil 3×1 Bielorrússia e Brasil 3×0 Nova Zelândia, na 1ª fase; Brasil 3×2 Honduras, nas quartas; Brasil 3×0 Coreia do Sul, nas semifinais; e Brasil 1×2 México. Brasil teve o artilheiro, Leandro Damião (6 gols).

Brasil conquistou a prata pela 3ª vez no futebol masculino (Foto: CBF)
Brasil conquistou a prata pela 3ª vez no futebol masculino em 2012 (Foto: CBF)

1 – Gabriel (G, 21, Milan)
2 – Rafael (L, 22, Manchester United)
3 – Thiago Silva* (Z, 27, PSG)
4 – Juan Jesus (Z, 21, Internazionale)
5 – Sandro (V, 23, Tottenham)
6 – Marcelo* (L, 24, Real Madrid)
7 – Lucas Moura (M, 19, São Paulo)
8 – Rômulo (V, 21, Spartak Moscou)
9 – Leandro Damião (A, 23, Internacional)
10 – Oscar (M, 20, Chelsea)
11 – Neymar (A, 20, Santos)
12 – Hulk* (A, 26, Porto)
13 – Bruno Uvini (Z, 21, São Paulo)
14 – Danilo (L, 21, Porto)
15 – Alex Sandro (L, 21, Porto)
16 – Paulo Henrique Ganso (M, 22, Santos)
17 – Alexandro Pato (A, 22, Milan)
18 – Neto (G, 23, Fiorentina)
Técnico: Mano Menezes

Pequim-2008

Medalha do Brasil: Bronze
Critério de convocações: Jogadores com menos de 23 anos, com três exceções. Brasil optou por levar somente dois – Thiago Silva, quase no limite da idade, e Ronaldinho.

> Foi a 2ª medalha de bronze do Brasil, e a 4ª na história até então (duas pratas e dois bronzes). Enquanto isso, a rival Argentina conquistava o 2º ouro seguido, repetindo dobradinhas feitas por Reino Unido (1908 e 1912), Uruguai (1924 e 1928) e Hungria (1964 e 1968).

Campanha: Brasil 1×0 Bélgica, Brasil 5×0 Nova Zelândia e Brasil 3×0 China, na 1ª fase; Brasil 2×0 Camarões, nas quartas; Brasil 0x3 Argentina, nas semifinais; e Brasil 3×0 Bélgica, na decisão do 3º lugar.

Brasil conquistou o bronze pela 2ª vez no futebol masculino (Foto: CBF)
Brasil conquistou o bronze pela 2ª vez no futebol masculino em 2008 (Foto: CBF)

1 – Diego Alves (G, 23, Almería)
2 – Rafinha (L, 22, Schalke 04)
3 – Alex Silva (Z, 23, São Paulo)
4 – Thiago Silva* (Z, 23, Fluminense)
5 – Hernanes (V, 23, São Paulo)
6 – Marcelo (L, 20, Real Madrid)
7 – Anderson (M, 20, Manchester United)
8 – Lucas Leiva (V, 21, Liverpool)
9 – Alexandre Pato (A, 18, Milan)
10 – Ronaldinho* (M, 28, Milan)
11 – Ramires (V, 21, Chelsea)
12 – Renan (G, 23, Internacional)
13 – Ilsinho (L, 22, Shakhtar Donetsk)
14 – Breno (Z, 18, Bayern de Munique)
15 – Diego (M, 23, Werder Bremen)
16 – Thiago Neves (M, 23, Fluminense)
17 – Rafael Sóbis (A, 23, Real Betis)
18 – Jô (A, 21, Manchester City)
Técnico: Dunga

Atlanta-1996

Medalha do Brasil: Bronze
Critério de convocações: Jogadores com menos de 23 anos, com três exceções.

> A seleção brasileira levou uma equipe estrelada, com jogadores campeões do mundo em 1994 e/ou que seriam vice em 1998 e campeões em 2002. Porém, caiu nas semifinais na antiga regra do gol de ouro contra a Nigéria, a quem já havia derrotado na 1ª fase.

Campanha: Brasil 0x1 Japão, Brasil 3×1 Hungria e Brasil 1×0 Nigéria, na 1ª fase; Brasil 4×2 Gana, nas quartas; Brasil 3×4 Nigéria, nas semifinais; e Brasil 5×0 Portugal, na decisão do 3º lugar. Brasil teve o artilheiro, Bebeto (6 gols), empatado com Crespo, da Argentina.

Brasil conquistou o bronze em 1996, batendo na trave pela 3ª vez (Foto: CBF)
Brasil conquistou o bronze em 1996, batendo na trave pela 3ª vez (Foto: CBF)

1 – Dida (G, 22, Cruzeiro)
2 – Zé Maria (L, 23, Flamengo)
3 – Aldair* (Z, 30, Roma)
4 – Ronaldo Guiaro (Z, 22, Atlético-MG)
5 – Flávio Conceição (V, 22, Palmeiras)
6 – Roberto Carlos (L, 23, Internazionale)
7 – Bebeto* (A, 32, La Coruña)
8 – Amaral (V, 23, Palmeiras)
9 – Juninho (M, 23, Middlesbrough)
10 – Rivaldo* (M, 24, La Coruña)
11 – Sávio (A, 22, Flamengo)
12 – Danrlei (G, 23, Grêmio)
13 – Narciso (Z, 22, Santos)
14 – André Luiz (L, 21, São Paulo)
15 – Zé Elias (V, 19, Corinthians)
16 – Marcelinho Paulista (M, 22, Corinthians)
17 – Luizão (A, 20, Palmeiras)
18 – Ronaldo (A, 19, PSV)
Técnico: Zagallo

Seul-1988

Medalha do Brasil: Prata
Critério de convocações: Para os países da Uefa e da Conmebol, somente jogadores que não tenham disputado Copas do Mundo. Foi a última edição dos Jogos com essa regra no futebol masculino.

> Foi a 2ª vez seguida que o Brasil perdeu na final olímpica. Seis anos depois, porém, cinco desses jogadores (Taffarel, Jorginho, Mazinho, Romário e Bebeto) foram campeões do mundo em 1994 – Ricardo Gomes poderia ser um sexto, mas se contundiu às vésperas da Copa.

Campanha: Brasil 4×0 Nigéria, Brasil 3×0 Austrália e Brasil 2×1 Iugoslávia, na 1ª fase; Brasil 1×0 Argentina, nas quartas; Brasil 1×1 Alemanha Ocidental (3×2 nos pênaltis), nas semifinais; e Brasil 1×2 União Soviétiva. Brasil teve o artilheiro, Romário (7 gols).

Brasil perdeu a 2ª final olímpica seguida em 1988 (Foto: CBF)
Brasil perdeu a 2ª final olímpica seguida em 1988 (Foto: CBF)

1 – Taffarel (G, 22, Internacional)
2 – Jorginho (L, 23, Flamengo)
3 – João Batista (Z, 27, Atlético-MG)
4 – Ricardo Gomes (Z, 23, Benfica)
5 – Ademir (V, 28, Cruzeiro)
6 – Mazinho (L, 22, Vasco)
7 – Valdo (M, 24, Benfica)
8 – Geovani (M, 24, Vasco)
9 – Edmar (A, 28, Corinthians)
10 – Careca (A, 19, Cruzeiro)
11 – Romário (A, 22, Vasco)
12 – Zé Carlos (G, 26, Flamengo)
13 – André Cruz (Z, 19, Ponte Preta)
14 – Luís Carlos Winck (L, 25, Internacional)
15 – Aloísio (Z, 24, Internacional)
16 – Milton (M, 26, Coritiba)
17 – Neto (M, 21, Guarani)
18 – João Paulo (A, 24, Guarani)
19 – Andrade (V, 31, Flamengo)
20 – Bebeto (A, 24, Flamengo)
Técnico: Carlos Alberto Silva

Los Angeles-1984

Medalha do Brasil: Prata
Critério de convocações: Para os países da Uefa e da Conmebol, somente jogadores que não tenham disputado Copas do Mundo. Foi a primeira edição dos Jogos com essa regra no futebol masculino.

> Brasil usou base do Internacional, que cedeu seus 11 atletas titulares. Dez anos depois, dois dos convocados foram campeões do mundo (Dunga e Gilmar Rinaldi, ambos do Inter).

Campanha: Brasil 3×1 Arábia Saudita, Brasil 1×0 Alemanha Ocidental e Brasil 2×0 Marrocos, na 1ª fase; Brasil 1×1 Canadá (4×2 nos pênaltis), nas quartas; Brasil 2×1 Itália, nas semifinais; e Brasil 0x2 França.

Brasil pela 1ª vez chegou à final do futebol nas Olimpíadas (Foto: CBF)
Brasil pela 1ª vez chegou à final do futebol nas Olimpíadas em 1984 (Foto: CBF)

1 – Gilmar Rinaldi (G, 25, Internacional)
2 – Ronaldo (L, 22, Corinthians)
3 – Pinga (Z, 19, Internacional)
4 – Mauro Galvão (Z, 22, Internacional)
5 – Ademir (V, 24, Internacional)
6 – André Luís (Z/L, 24, Internacional)
7 – Paulo Santos (M, 24, Internacional)
8 – Dunga (V, 20, Internacional)
9 – Kita (A, 26, Internacional)
10 – Gilmar Popoca (M, 20, Flamengo)
11 – Silvinho (A, 25, Internacional)
12 – Luís Henrique (G, 24, Ponte Preta)
13 – Luís Carlos Winck (L, 21, Internacional)
14 – Davi (Z, 20, Santos)
15 – Tonho Gil (M, 26, Aimoré)
16 – Chicão (A, 21, Ponte Preta)
17 – Milton Cruz (A, 26, Internacional)
Técnico: Jair Picerni

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: