Viagem no tempo

Veja todas as figurinhas do álbum do Campeonato Brasileiro de 1988

Confira as 480 figurinhas dos 24 clubes que disputaram o Brasileirão de 1988

Em 1988, foi disputada a 1ª edição do Brasileirão com acesso e descenso (Foto: Reprodução)
Em 1988, foi disputada a 1ª edição do Brasileirão com acesso e descenso (Foto: Reprodução)

Em 1988, foi disputada a primeira edição do Campeonato Brasileiro com regras de acesso e descenso, como recomendava a Fifa. Depois de uma edição conturbada em 1987, cujo título até hoje é questionado judicialmente, a competição contou com 24 participantes, e os quatro últimos colocados seriam rebaixados para a 2ª divisão, com a subida de duas equipes para a elite no ano seguinte.

Os 24 clubes da Copa União 1988 foram divididos em duas chaves de 12 na 1ª fase, seguido de um mata-mata com duelos a partir das quartas-de-final. Na decisão, o Bahia foi o campeão, batendo o Internacional.

Os quatro rebaixados foram Bangu, Santa Cruz, Criciúma e America-RJ, que foram substituídos por Internacional de Limeira e Náutico, respectivamente campeão e vice da 2ª divisão. Esse sistema seguiu até 1992, quando uma virada de mesa quebrou a sequência de acessos e descensos para 1993.

Preços da época

O álbum de figurinhas de 1988 foi o segundo oficial do Campeonato Brasileiro. Cada time contava com cromos de 16 jogadores e do técnico, do escudo, da mascote e do uniforme titular, assim como em 1987, e as páginas já traziam impressa a foto da equipe perfilada e informações históricas. Ao todo, foram 480 figurinhas.

Cada envelope com quatro figurinhas custava 20 cruzados. Já o álbum vazio saía a 200 cruzados. Para situar os valores, o salário mínimo à época da abertura do campeonato era de 18.960 cruzados.

Dessa forma, a proporção do que o pacotinho representava para o bolso do brasileiro (1/948) era semelhante a dos envelopes de figurinhas dos álbuns das últimas Copas do Mundo (que geralmente variam em cerca de 1/800).

Quem foram os destaques?

Veja abaixo todas as figurinhas. Atenção para aqueles que levaram a Bola de Prata, da revista Placar: Taffarel (Internacional); Alfinete (Grêmio), Aguirregaray (Internacional), Pereira (Bahia) e Mazinho (Vasco); Bobô (Bahia), Paulo Rodrigues (Bahia) e Adílson Heleno (Criciúma); Vivinho (Vasco), Nílson (Internacional) e Zinho (Flamengo). Artilheiro e Bola de Ouro: Nílson (Internacional). Boa viagem no tempo!

Outros álbuns do Campeonato Brasileiro publicados pelo Verminosos por Futebol:

– Edições: 1987.

Outros álbuns do Campeonato Brasileiro publicados pelo Verminosos por Futebol:

– Edições: 1987.

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: