Verminosos por futebol




Viagem no tempo

18 curiosidades sobre a história do (agora centenário) Fortaleza Esporte Clube

Confira um pouco sobre a história do Fortaleza, que completa 100 anos no dia 18/10/2018

O Fortaleza foi fundado em 18 de outubro de 1918 (Foto: Divulgação)
O Fortaleza foi fundado no dia 18 de outubro de 1918 (Foto: Divulgação)

O Fortaleza completa 100 anos de história em 18 de outubro de 2018. Neste dia em 1918 o clube era fundado, tendo o empresário cearense Alcides Santos como seu primeiro presidente. A agremiação originou-se do Stella Foot-Ball Club, que surgiu em 1915 e desfez-se, batizado assim em homenagem ao nome da escola suíça onde o fundador dos dois times estudara anos antes. Essa é uma dentre 18 curiosidades em torno do Fortaleza, que o Verminosos por Futebol reúne abaixo.

1) A estrela era vermelha

Em Fortaleza, convencionou-se entre torcedores do Ceará uma forma pejorativa de se referir ao Fortaleza com o nome de Stella. Torcedores tricolores, por tabela, não costumam gostar disso, mesmo que não saibam explicar por quê. Bobagem. O Stella foi fundado em 30/5/1915, e seu nome em italiano significa “estrela” – por isso o escudo era uma estrela vermelha.

O Fortaleza foi originado do Stella (foto), "estrela" em italiano (Foto: Reprodução)
O Fortaleza foi originado do Stella (foto), “estrela” em italiano (Foto: Reprodução)

2) Sporting virou Esporte

Quando o Stella foi desfeito e a mesma diretoria fundou o Fortaleza, em 18/10/1918, o time nasceu como Fortaleza Sporting Club – a mesma composição de nomes do rival Ceará Sporting Club, que no seu 1º aniversário, em 1915, abandonara o nome Rio Branco Football Club. Na década de 1940, os tricolores adotaram a grafia em português, passando a Fortaleza Esporte Clube.

3) Influência francesa

A cidade de Fortaleza era fortemente influenciada pela cultura francesa na virada dos séculos 19 e 20, tempo da Belle Époque. Inspirada nisso, a diretoria do Fortaleza optou pelas cores vermelho, azul e branco para o uniforme do time.

Inicialmente as listras eram verticais, como mostra foto de 1927 (Foto: Reprodução)
Inicialmente as listras eram verticais, como mostra foto de 1927 (Foto: Reprodução)

4) Tricolor do Jockey – ops, do Pici

O Fortaleza adquiriu um terreno no bairro do Pici em 1957, inaugurando seu estádio, o Alcides Santos, em 1962. O bairro sediou base militar norte-americana durante a 2ª Guerra Mundial, tendo o nome de Post Command (Posto de Comando, daí a corruptela Pici). Posteriormente, o bairro acabou desmembrado, e a sede do time ficou com endereço no atual Jockey Club. Por ironia, o antigo campo do jóquei, vizinho de muro, deu lugar ao Hospital da Mulher e ao North Shopping Jockey.

O estádio Alcides Santos foi aberto em 1962, ainda no bairro Pici (Foto: Google)
O estádio Alcides Santos foi aberto em 1962, ainda no bairro Pici (Foto: Google)

5) Em meio aos grandes

O Fortaleza foi vice-campeão da Taça Brasil, antigo torneio nacional disputado em formato mata-mata, em duas ocasiões. Em 1960, os cearenses eliminaram ABC, Moto Club, Bahia e Santa Cruz, até parar na final contra o Palmeiras (1×3 no PV e 2×8 no Pacaembu). Em 1968, o clube passou por Bahia e Náutico, até cair diante do Botafogo (2×2 no PV e 0x4 no Maracanã).

6) O Homem Gol

O maior artilheiro de uma edição do Campeonato Cearense foi do Fortaleza: o atacante Sandro Preigschadt, o Sandro Gaúcho, autor de 39 gols em 1997. Foi uma marca que, possivelmente, nunca mais será batida, graças à estrutura mais enxuta dos estaduais hoje em dia. A edição de 1997 durou de janeiro a agosto, e o Fortaleza fez 44 partidas ao todo.

Sandro Preigschadt, o Sandro Gaúcho, hoje tem um leão tatuado (Foto: Acervo pessoal)
Sandro Preigschadt, o Sandro Gaúcho, hoje tem um leão tatuado (Foto: Acervo pessoal)

7) Era de ouro tricolor

O Fortaleza é detentor da maior sequência de jogos oficiais sem derrota no Clássico-Rei, o duelo contra o rival Ceará, que atravessou 16 partidas entre julho de 1999 e julho de 2001. Foi o início da era de ouro do clube, que duraria a década quase inteira, com direito a oito títulos estaduais em dez anos e dois vice-campeonatos da Série B do Brasileiro.

8) Pioneirismos no marketing

Depois da liberação de patrocínios nos uniformes de clubes brasileiros, em 1982, o Fortaleza foi um dos primeiros no país a estampar uma logomarca de propaganda na camisa, da Construtora Engri Engenharia. Em 2016, inspirado em case do Paysandu, o clube apostou em uma novidade mais uma vez, ao criar sua própria marca de material esportivo, a Leão 1918.

9) Com que roupa eu vou

O Fortaleza também foi um dos primeiros clubes do Brasil a estampar a marca do fabricante de material esportivo, a Penalty, em 1982, seguindo até 1984. O time vestiu depois Adidas (1987-89), Campeã (1990-94), Amddma (1995-96), Penalty (1997-07), Kanxa (2008), Lotto (2008-11), Stadium (2011-14) e Kappa (2014-16), até lançar sua marca própria, a Leão 1918.

O Fortaleza passou a estampar logomarcas na camisa em 1982 (FOTO: Reprodução)
O Fortaleza passou a estampar logomarcas na camisa em 1982 (Foto: Reprodução)

10) De onde vem o Leão?

O mascote Leão foi herdado da proximidade de uma das antigas sedes do clube com a praça General Tibúrcio, a Praça dos Leões, no Centro. Nos anos 60, o jornalista Vicente Alencar, da extinta rádio Uirapuru, denominou o clube de Leão do Pici, em referência ao bairro onde havia sido construído seu estádio, e então o apelido pegou para sempre.

O mascote do clube foi herdado das estátuas da Praça dos Leões (Foto: Reprodução)
O mascote do clube foi herdado das estátuas da Praça dos Leões (Foto: Reprodução)

11) O significado das estrelas

Das seis estrelas presentes acima do escudo do Fortaleza, as quatro inferiores marcam o tetra estadual de 2007 a 2010, e as duas superiores homenageiam seus dois títulos regionais, a Copa Cidade de Natal de 1946 e o Norte-Nordeste de 1970.

Seis estrelas marcam um tetra estadual e dois títulos regionais (Foto: Reprodução)
Seis estrelas marcam um tetra estadual e dois títulos regionais (Foto: Reprodução)

12) Glórias em outros campos

Além dos 41 títulos estaduais no futebol masculino, o Fortaleza foi uma vez campeão estadual no futebol feminino, uma vez no futsal masculino, 10 vezes no basquete masculino, uma vez no vôlei masculino, quatro vezes no handebol masculino, 11 vezes no handebol feminino, sete vezes no hóquei sobre patins masculino e duas vezes no hóquei sobre patins feminino.

13) Os donos dos recordes

O volante Dude foi o jogador que disputou mais partidas pelo Fortaleza: 402. O atacante Croinha é o maior artilheiro: 138 gols (11 a mais que Clodoaldo). O técnico Moésio Gomes comandou o time em mais jogos: 290. E o atleta que marcou mais vezes na Série A do Campeonato Brasileiro foi o atacante Rinaldo, com 27 gols nas edições de 2005 e 2006.

Clodoaldo ficou a 11 gols de ser o artilheiro do clube (Foto: Expedição Vozes/Veja)
Clodoaldo ficou a 11 gols de ser o artilheiro do clube (Foto: Expedição Vozes/Veja)

14) Bola de Prata para o Leão

O Fortaleza já teve o melhor lateral-direito da 1ª divisão do Campeonato Brasileiro. Foi o cearense Louro, que recebeu o Troféu Bola de Prata da Revista Placar em 1974. Pentacampeão cearense e tricampeão pernambucano, o jogador teve passagens ainda por Corinthians, Sport, Santa Cruz e Ferroviário.

15) Talento com os pés e as mãos

O Fortaleza teve um jogador que foi campeão cearense como goleiro e como zagueiro – um feito único na história do futebol local. Rolinha foi goleiro nas campanhas de 1926 e 1927, e depois sagrou-se tricampeão em 1928 atuando como zagueiro.

16) Do Fortaleza para a Copa do Mundo

O único cearense a já ter participado de uma Copa do Mundo foi, por ironia, um árbitro, Airton Vieira de Moraes, que apitou na edição de 1970. Antes disso, ele foi jogador, tendo participado da campanha do bicampeonato estadual de 1946 e 1947.

Airton Vieira de Moraes, árbitro na Copa de 1970, morreu em 2013 (Foto: Reprodução)
Airton Vieira de Moraes, árbitro na Copa de 1970, morreu em 2013 (Foto: Reprodução)

17) Se jogasse mais um, pediria música

O cantor Raimundo Fagner, um dos mais ilustres torcedores tricolores, teve o orgulho de atuar pelo clube em dois amistosos, contra América e Maranguape. No segundo, Fagner jogou por 15 minutos em amistoso contra o Maranguape, vitória do Fortaleza por 3 a 0, em 2002, já aos 52 anos.

Fagner jogou por 15 minutos um amistoso do Fortaleza em 2002 (Foto: Reprodução)
Fagner jogou por 15 minutos amistoso do Fortaleza em 2002 (Foto: Reprodução)

18) Outros famosos na arquibancada

Além de Fagner, outros famosos torcem pelo Fortaleza, como os humoristas Tiririca, Tirulipa e Wellington Muniz (o Ceará), o poeta Bráulio Bessa, o cineasta Halder Gomes, a surfista Tita Tavares e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

O poeta Braulio Bessa já participou de campanhas do clube (Foto: Reprodução)
O poeta Braulio Bessa já participou de campanhas do clube (Foto: Reprodução)

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: