Viagem no tempo

Confira o histórico de fusões que originaram o Paraná Clube

O Paraná nasceu em 1989, mas sua história começou lá atrás, com a formação de times em 1914

O Paraná nasceu da fusão de Colorado e Pinheiros, que já haviam sido fruto de uniões (Foto: Reprodução)
Paraná nasceu da fusão Colorado + Pinheiros, que já haviam sido fruto de uniões (Foto: Reprodução)

O Paraná é um dos clubes mais jovens das divisões de elite do Campeonato Brasileiro, nascido em 19 de dezembro de 1989. Mas ele tem uma história centenária, que vem de uma série de fusões de times de Curitiba – uma trajetória sem igual no futebol nacional. Afinal, foram muuuitas equipes que originaram o Tricolor paranaense.

Vamos explicar isso passo a passo abaixo.

O Paraná Clube deve um pouco a cada um desses clubes acima (Arte: Verminosos por Futebol)
O Paraná Clube deve um pouco a cada um desses clubes acima (Arte: Verminosos por Futebol)

Savóia + Água Verde = Pinheiros

Inicialmente, vamos começar com os times que formaram o braço do Pinheiros.

Em julho e dezembro de 1914, surgiram o Savóia Futebol Clube e o Esporte Clube Água Verde, respectivamente. Em 1917, o Água Verde incorporou o Operário. Em 1921, as duas equipes se uniram, nascendo o Savóia Água Verde.

Em 1942, devido à 2ª Guerra Mundial, o Savóia precisou abandonar a referência italiana, e virou Esporte Clube Brasil. Dois anos depois, com a proibição do governo de uso do nome do país, o time passou a se chamar Água Verde Futebol Clube, sendo campeão estadual em 1967.

Em 1971, o Água Verde mudou de nome para Esporte Clube Pinheiros.

O Pinheiros, de 1971, surgiu a partir de Savóia e Água Verde, fundados em 1914 (Foto: Blog Historiador do Futebol)
O Pinheiros, de 1971, surgiu a partir de Savóia e Água Verde (Foto: Blog Historiador do Futebol)

Britânia + Ferroviário + Palestra Itália = Colorado

Agora, vamos para os times que originaram o Colorado.

Em novembro de 1914, surgiu o Britânia Sport Club, após fusão das equipes Tigre Futebol Clube e Leão Futebol Clube. O novo time conquistou sete vezes o Campeonato Paranaense.

Por uma cisão no Britânia, um grupo de funcionários da Brazil Railway, que apoiava o clube, decidiu criar um time genuinamente ferroviário. Em 1930, nasceu o Clube Atlético Ferroviário.

O Ferroviário também fez sucesso em seu tempo, sendo campeão estadual oito vezes. Mais à frente, voltaria a se unir ao Britânia – a gente chega lá já já.

Além do Britânia e do Ferroviário, um terceiro clube originou o Colorado: o Palestra Itália Futebol Clube. Ele começou com esse nome, dos homônimos de São Paulo e Belo Horizonte, sendo fundado por imigrantes italianos em 1921.

O clube foi campeão estadual três vezes, mas, perseguido durante a 2ª Guerra Mundial, mudou de nome quatro vezes nos anos 40. Primeiro para Paranaense Futebol Clube, depois Clube Atlético Comercial, passando a Sociedade Esportiva Palmeiras, até voltar ao Palestra Itália original.

O time abandonou o profissionalismo em 1967, mas quatro anos depois participou de fusão com Britânia e Ferroviário. Nascia o Colorado Esporte Clube.

Curiosamente, o Colorado e o Pinheiros surgiram no mesmo ano, em 1971, para quase duas décadas depois virarem o Paraná Clube. O mesmo já havia acontecido em 1914, ano da formação de três times que começariam essa história – Savóia, Água Verde e Britânia.

O Colorado, de 1971, surgiu a partir de Britânia, Ferroviário e Palestra Itália (Foto: Blog Retrato na Parede)
O Colorado, de 1971, surgiu a partir de Britânia, Ferroviário e Palestra (Foto: Blog Retrato na Parede)

Colorado + Pinheiros = Paraná Clube

O Colorado, nascido em junho de 1971, herdou as cores do Britânia (vermelho e branco) e o estádio do Ferroviário (a Vila Capanema, hoje a principal casa do Paraná). A fusão não fortaleceu o clube, já que os funcionários da rede ferroviária se negavam a aceitá-lo. Em sua trajetória, conquistou o título estadual de 1980, dividido com o Cascavel.

O Pinheiros, fundado em agosto de 1971, nasceu assim após um plebiscito que mudava o nome do Água Verde, passando a ter as cores azul e branco. O clube foi campeão estadual duas vezes, em 1983 e 1987, construiu a Vila Olímpica do Boqueirão (hoje o segundo estádio do Paraná), e tinha um grande patrimônio social.

Porém, o Pinheiros não possuía torcida expressiva, algo que sobrava ao Colorado. Assim, em 1989, o pobre e popular Colorado se uniu ao rico e sem torcida Pinheiros, formando o Paraná Clube, que virou tricolor (vermelho, azul e branco).

O time já nasceu com tudo. O Paraná foi campeão estadual em 1991, chegou à 1ª divisão nacional em 1992 e sagrou-se pentacampeão paranaense de 1993 a 1997. Sem nem ter uma década de vida completa.

O Paraná é um raro clube brasileiro dono de dois estádios, a Vila Capanema (foto), uma das sedes da Copa do Mundo de 1950, e a Vila Olímpica do Boqueirão (Foto: Reprodução)
O Paraná tem dois estádios, um deles a Vila Capanema, sede da Copa de 1950 (Foto: Reprodução)

Galeria respeitável

Se o Paraná contabilizasse todos os títulos conquistados pelos clubes que o formaram, seria uma galeria de troféus respeitável.

Ferroviário (8) – 1937, 1938, 1944, 1948, 1950, 1953, 1965 e 1966.
Britânia (7) – 1918, 1919, 1920, 1921, 1922, 1923 e 1928.
Paraná (7) – 1991, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997 e 2006.
Palestra Itália (3) – 1924, 1926 e 1932.
Pinheiros (2) – 1984 e 1987.
Água Verde (1) – 1967.
Colorado (1) – 1980.
* Somente o Savóia não conquistou o estadual.

Com 29 taças do Campeonato Paranaense, o Paraná ficaria atrás somente do Coritiba (38), mas à frente do Athletico (25). O Ferroviário, que existiu no período 1930-1971, é até hoje o 3º maior campeão do torneio (8). O Britânia, que viveu no período 1914-1971, é o 4º maior campeão (7), empatado com o Paraná.

A Vila Olímpica do Boqueirão, do Pinheiros, virou patrimônio do Paraná (Foto: Reprodução)
A Vila Olímpica do Boqueirão, do Pinheiros, virou patrimônio do Paraná (Foto: Reprodução)

Mais uma?!

Um longo histórico de fusões, não é isso? Pois em Curitiba chegou-se a cogitar mais uma envolvendo o Paraná. Em 1996, quando o clube vivia ótima fase e a grande torcida do então Atlético amargava crise em campo, dirigentes dos dois lados debateram uma possível união.

Athletico que, diga-se, já havia sido fundado, em 1924, a partir da fusão de Internacional (criado em 1912) e América (1914).

O novo time, como mostrou a revista Placar na época, chamaria-se Atlético Paraná, passando a ter as cores preto, azul e branco. Porém, a proposta não vingou.

Se fossem somados os títulos do Paraná e seus antecessores aos do Athletico, seriam 54 – uma conquista a menos do que o ABC, o maior campeão estadual do país.

Com mais um título do Internacional (em 1915, o primeiro Paranaense da história) e outro do América (em 1917, em união provisória com o Paraná Sport Club), esta seria a maior galeria de troféus estaduais caso fosse reunida.

Apesar de toda essa matemática, para as duas torcidas rivais, possivelmente pensam, ainda bem que cada um ficou na sua.

A Placar registrou em 1996 a proposta de união de Atlético e Paraná (Foto: Reprodução)
A Placar registrou em 1996 a proposta de união de Paraná e Atlético (Foto: Reprodução)

Tour futebolístico em Curitiba

Em 2017, o Verminosos por Futebol fez um tour de futebol em Curitiba. Veja (ou reveja) as matérias.

Posts da série #VerminososEmCuritiba:

– Vai a Curitiba? Saiba o que ver num tour de futebol na cidade.
– Faça um passeio pela estrutura e a história do ecoestádio do J. Malucelli.
– Grupo de pesquisadores-torcedores faz estudos sobre a história do Coritiba.
– Loja de shopping de Curitiba é especializada em camisas de futebol antigas.
– Em Curitiba existe um campeonato amador disputado desde 1941: a Suburbana.

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: