AFC

PinUp-Bet

Jogo lúdico

Designer gaúcho faz suas próprias figurinhas do álbum da Copa de 2022

Insatisfeito com a arte dos cromos oficiais, Deo Schmidt resolveu fazer seu próprio álbum de figurinhas

Leaderboard - KTO

melhor site de apostas futebol
Deo Schmidt gastou R$ 300 com as impressões, além de um mês de trabalho (Foto: Acervo pessoal)
Deo Schmidt gastou R$ 300 com as impressões, além de um mês de trabalho (Foto: Acervo pessoal)

A cada quatro anos, a Copa do Mundo reacende uma “febre”: colecionar o álbum de figurinhas do torneio. Mas nem todo mundo participa deste momento da mesma forma. Para Adelson Schmidt, as idas às bancas de revistas foram substituídas por horas de edição em um computador.

Engenheiro mecânico, Deo também se aventura em design gráfico. Para ele, as figurinhas produzidas pela Panini neste ano deixaram a desejar. Além de achar os cromos “sem cor”, o gaúcho se incomodou com a ausência do clube dos jogadores e a falta de uniformes oficiais em algumas seleções, como Senegal e Gana.

“A partir desses aspectos, ativei o modo ‘Do it yourself’, e iniciei o projeto das figurinhas personalizadas”, conta Deo, de 40 anos.

“Ativei o modo ‘Do it yourself’, e iniciei o projeto das figurinhas personalizadas”. (Deo Schmidt)

leovegas
rabona
royalist-play

Referência nos games

Para chegar ao modelo das figurinhas, que foram coladas em um álbum oficial, de capa dura, Deo buscou referência no mundo dos games. A inspiração para a mudança do fundo dos cromos vem do jogo eFootball 2023 (o antigo PES), que traz cartas mais coloridas.

Além de usar a tipografia da Copa do Mundo de 2022, ele também adicionou, em 576 figurinhas, os escudos das seleções e clubes atuais de cada atleta. Tudo elaborado no programa Corel Draw. Com as artes prontas, Deo fez a impressão de grupos de 16 figurinhas em uma folha A4.

Deo Schmidt usou como referência o game eFootball 2023 (Foto: Acervo pessoal)
Deo Schmidt usou como referência o game eFootball 2023 (Foto: Acervo pessoal)

Vantagem econômica

Segundo Deo, o esforço fez com que ele economizasse bem mais do que um colecionador comum gastaria para completar o álbum, tendo em vista que para ter todas as 670 figurinhas, o mínimo que se utiliza é R$ 534, considerando uma improvável sorte de não tirar nenhuma repetida.

“No meu caso, gastei R$ 300 em impressão fotográfica em qualidade de alta resolução, e mais um mês de trabalho, entre edição, impressão, recorte e colagem”, detalha.

Deo nunca teve o objetivo de comercializar a ideia. Tanto que, antes de dar entrevista ao Verminosos por Futebol, só havia contado a novidade para um amigo, Jonathas Sandes, designer sergipano que nos passou a dica.

“Gastei R$ 300 em impressão fotográfica em qualidade de alta resolução, e mais um mês de trabalho”. (Deo Schmidt)

Legend Play

Sem trocas

O álbum de Deo não permitiu, porém, outra graça dos álbuns de figurinhas – as trocas com amigos. A satisfação foi substituída pelo prazer de participar de cada processo de produção, e de poder colá-las com seu filho de 6 anos. “E após isso, apreciar o resultado final, com o álbum cheio, do seu próprio trabalho e dedicação”, aponta, orgulhoso do que fez.

  • Deo Schmidt levou um mês de produção de suas figurinhas (Foto: Acervo pessoal)
  • Deo Schmidt levou um mês de produção de suas figurinhas (Foto: Acervo pessoal)

> Reportagem produzida pelo estudante de Jornalismo Guido Nobre, com edição de Rafael Luis Azevedo, do Verminosos.


Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: