Stakecheia

Leaderboard - KTO

Papo sério

Premier League 2023: Manchester City continua no topo, Liverpool tem outro problema com o VAR

A Premier League está entrando em uma nova semana com o Manchester City permanecendo no topo da tabela de classificação, enquanto o erro do Liverpool no VAR gera debates acalorados

WTG-bet

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
O City venceu 6 de 7 partidas, mostrando desempenho dominante (Foto: Divulgação)
O City venceu 6 de 7 partidas, mostrando desempenho dominante (Foto: Divulgação)

Na temporada 2023/2024 da Premier League, o Manchester City está liderando o grupo com impressionantes 18 pontos. Eles venceram 6 de suas 7 partidas, mostrando um desempenho dominante que lhes garantiu uma vantagem confortável no topo da tabela.

Logo atrás deles estão o Tottenham Hotspur e o Arsenal, com 17 pontos cada. O Tottenham Hotspur teve um início de temporada excepcional, com 5 vitórias e 2 empates em seus 7 jogos, mostrando consistência e força. O Arsenal também teve uma sequência fantástica, com 5 vitórias e 2 empates, demonstrando sua competitividade na liderança.

O Liverpool não está muito atrás, ocupando a quarta posição com 16 pontos. Ele obteve 5 vitórias, sofreu 1 derrota e empatou uma vez em seus 7 jogos. O saldo de gols de +9 poderia ter sido diferente se o incidente do VAR não tivesse acontecido.

O Aston Villa completa os cinco primeiros com 15 pontos. Suas 5 vitórias em 7 jogos os colocaram em uma posição promissora nesta temporada.

Destaques dos 5 primeiros

O impacto de Gary O’Neil no Wolves tem sido impressionante desde que ele assumiu o cargo de técnico no lugar de Julen Lopetegui. A vitória de sábado sobre o Manchester City mostrou a revitalização da equipe sob sua liderança, após fortes atuações contra o Liverpool e o Manchester United.

Embora não seja perfeito, seu progresso é evidente após apenas seis semanas de trabalho. O capitão do Wolves, Max Kilman, elogiou a preparação tática de O’Neil e a qualidade do treinamento, enfatizando que os resultados eram uma questão de tempo.

Enquanto isso, em uma partida que provavelmente é a mais comentada desta semana, o Tottenham conseguiu uma vitória contra o Liverpool. No entanto, as decisões do VAR no jogo entre Liverpool e Tottenham em 30 de outubro, incluindo um cartão vermelho para Curtis Jones e um gol anulado de Luis Diaz, causaram polêmica. A PGMOL admitiu que houve um grande erro humano e pediu desculpas ao clube pelos erros na partida.

No entanto, é preciso admitir que Ange Postecoglou demonstrou sua capacidade de rejuvenescer os jogadores. Richarlison, que havia tido dificuldades anteriormente, desempenhou um papel importante no jogo. Posicionado na esquerda, ele pareceu funcionar de forma eficaz dentro da equipe, aliviando-o do peso de jogar como centroavante.

Na frente defensiva, o Arsenal tem sido formidável fora de casa. A equipe de Mikel Arteta não sofreu nenhum gol fora de casa nesta temporada e mostrou compostura e compactação contra o Bournemouth.

O desafio agora é manter essa solidez defensiva no Emirates Stadium. Na próxima partida contra o Manchester City, o time pode chegar ao topo da tabela se continuar a se defender com a mesma firmeza.

O Aston Villa dominou o confronto com o Brighton, com Ollie Watkins sendo o centro das atenções com três gols e um desempenho estelar em todos os aspectos. A partida destacou o sucesso de Watkins e Moussa Diaby contra a defesa do Brighton, deixando o Villa com uma vitória convincente.

As perspectivas de Watkins na Inglaterra parecem promissoras, mas o crédito também se deve à liderança de Ezri Konsa na defesa central, uma posição que preocupa a equipe nacional.

Mais preocupações sobre o VAR

A introdução do VAR no futebol teve como objetivo inicial melhorar as decisões dos árbitros, mas gerou frustração entre jogadores, torcedores e dirigentes. Embora auxilie em decisões críticas e envolva uma equipe de árbitros em uma sala de controle, gerou debates, diminuiu a autoridade dos árbitros em campo e levantou preocupações sobre a tomada de decisões inconsistentes.

A capacidade do VAR de anular eventos importantes nas partidas, como gols e pênaltis, pode atrapalhar até mesmo as bet sporting, um fluxo de receita significativo para o esporte, aumentando ainda mais as preocupações e o ceticismo da comunidade do futebol.

O Liverpool tem enfrentado controvérsias com o VAR, incluindo casos como o desafio não punido de Harry Kane sobre Andy Robertson e o tackle de Jordan Pickford sobre Virgil Van Dijk, que resultou em uma lesão que pôs fim à temporada.

Além disso, Manchester United e Brighton enfrentaram confusão e controvérsia sobre uma decisão de pênalti tardia, enquanto o recurso do Everton para um pênalti devido ao aparente toque de mão de Rodri foi negado pelo VAR, alimentando ainda mais a frustração em torno do sistema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: