Stakecheia

Leaderboard - KTO

Papo sério

Grandes campeões nacionais europeus que você não conhece

Entre os grandes campeões nacionais na Europa existem clubes que sofreram queda histórica

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
O maior campeão francês é o Saint-Etienne, da cidade de mesmo nome (Foto: Saint-Étienne/Reprodução)
O maior campeão francês é o Saint-Etienne, com 10 títulos (Foto: Saint-Étienne/Reprodução)

O futebol europeu é exportado para o mundo todo e suas ligas são acompanhadas por torcedores dos mais diversos países por causa da qualidade do jogo e as estrelas em campo. Não é incomum que os fãs mais jovens de futebol tenham um time no Brasil e também um no Velho Continente.

Entre os times mais famosos e que figuram sempre na elite europeia estão o Real Madrid, Barcelona, Manchester City, Manchester United, Bayern de Munique, Juventus, PSG e alguns outros. Quem conferir dicas de apostas sobre a Champions League e os campeonatos nacionais em um site como o Academia de Apostas verá que esses são os clubes mais citados tanto para a conquista doméstica como no cenário europeu.

Mas nem sempre foi assim. E pegando os Campeonatos da Inglaterra, Espanha, França, Itália, Alemanha e até de outros países com alguma tradição futebolística é possível encontrar alguns clubes que nem ativos estão mais ou sofreram uma queda histórica. Vamos conhecer alguns?

Saint-Étienne – França

Muitos não devem saber que o PSG não é o maior campeão francês, por mais que isso deva ser questão de tempo. Quem palpitou que é o Olympique de Marselha também errou. E o Lyon que ganhou tudo com Juninho Pernambucano? Também não.

O maior campeão francês na história é o Saint-Etienne, da cidade de mesmo nome, que tem menos de 200 mil habitantes. O clube, aliás, está à venda atualmente.

Dos seus 10 títulos, contra 9 do Olympique e do PSG, todos eles foram conquistados entre 1956 e 1981, com os anos 60 (cinco títulos) e os anos 70 (três títulos) sendo muito especiais. Um dos maiores jogadores da história, Michel Platini atuou no clube entre 1979 e 1982, sem tanto sucesso como na sua passagem pela Juventus.

Werder Bremen – Alemanha

A Alemanha tem um clube dominante no Bayern de Munique e todos os outros ocupam um segundo escalão. O Borussia Dortmund tem cinco títulos, o Borussia Monchengladbach também é penta e o Werder Bremen tem quatro títulos.

Rebaixado para a 2ª divisão em 2020/21, os mais antigos vão lembrar que o brasileiro Ailton deu um título alemão para o Bremen ainda em 2003/04. E por lá passaram vários brasileiros, como o meio-campista Diego, o zagueiro Naldo e muitos outros. Veremos se o Werder Bremen consegue se levantar.

Genoa – Itália

Quem acha que depois da Juventus, Milan e Internazionale o maior vencedor italiano é a Roma, ou a Lazio ou até o Napoli está redondamente enganado. A Roma tem apenas três títulos, a Lazio dois e a Sampdoria nunca venceu.

Já o Genoa, da mesma cidade da Sampdoria, tem nove títulos italianos, começando em 1898 e conseguindo o tri seguido, o Milan como intruso em 1901 e depois mais três títulos do Genoa. O clube ainda ganhou nos anos 10 e 20, sendo a grande força do começo do futebol italiano. Foi o primeiro clube fundado e consequentemente o mais antigo em atividade, desde 1893.

Atualmente o clube sofre para se manter na 1ª divisão, mas teve grandes jogadores nos anos 2000, como o atacante Diego Milito e foi um dos clubes do herói do tetra Branco.

Aston Villa – Inglaterra

Na ativa desde 1888, não faltam clubes campeões da Inglaterra, com 24 deles se orgulhando deste feito. Em comparação, no Brasil, são 17, mas com um período bem menor (desde 1959).

Depois dos “famosos” Manchester United, Liverpool, Arsenal e Everton e à frente do Chelsea e Tottenham, por exemplo, está o Aston Villa, da cidade de Birmingham. O Villa tem quase 150 anos (fundado em 1874) e conta com sete títulos ingleses e uma Champions League ainda, conquistada em 1981/82, no ano seguinte à sua última conquista nacional.

São vários os bons jogadores em sua história, como o atacante Dwight Yorke, o atual treinador da Inglaterra, Gareth Southgate, e uma das novas estrelas do futebol inglês, Jack Grealish, sendo alguns dos mais recentes.

Conclusão

Com competições que passam dos 100 anos, não faltam histórias nos campeonatos europeus e grandes clubes que infelizmente não conseguiram se manter atuais e continuar dominantes nesse cenário globalizado. Que fique a lição para os clubes brasileiros tradicionais que acham que podem patinar por anos e se descuidar financeiramente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: