Stakecheia

Leaderboard - KTO

Papo sério

Copa do Mundo a cada 2 anos: você é contra ou a favor? Entenda os planos da Fifa

COI, Conmebol e Uefa são contra, e alegam grande prejuízo caso a Copa do Mundo mude

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
O presidente da Fifa, Gianni Infantino, é o principal interessado na mudança (Foto: Reprodução)
O presidente da Fifa, Gianni Infantino, é o principal interessado na mudança (Foto: Reprodução)

Atualmente já existem planejadas a Copa do Mundo de 2022, no Qatar, e também a de 2026, chamada de United, que acontecerá no Canadá, Estados Unidos e México. Porém, a cabeça de Gianni Infantino, presidente da Fifa, já está mirando mais à frente. O cartola da maior organização de futebol do mundo pretende emplacar um novo formato de Copa do Mundo, que acontecerá de forma bienal, mudando bastante o formato da competição, com mais equipes.

Uma das novas mudanças é a quantidade de seleções em disputa, que de 32 passará a ocorrer entre 48 equipes. Essa já é uma decisão certa, porém quanto ao novo formato bienal, pode ocorrer a partir da Copa que ocorrerá em 2026, nos países da América do Norte. A United 2026 já é um novo formato, acontecendo em três países simultaneamente.

A respeito das novas mudanças, leia a declaração de Gianni Infantino dada em outubro do ano passado, em entrevista em Israel:

“Uma Copa do Mundo com 48 equipes (a partir de 2026) já foi decidida. Se ela acontecerá a cada dois ou quatro anos, isso está em processo de avaliação”, disse Infantino, à imprensa. “Definitivamente acredito em termos mais eventos prestigiosos, seja a Copa do Mundo ou qualquer outra coisa. Precisamente porque torneios mágicos deveriam acontecer com mais frequência”.

“O prestígio de um evento depende de sua qualidade, não de sua frequência. Temos o Super Bowl todo ano, Wimbledon, ou a Liga dos Campeões todo ano, e todos ficam empolgados esperando por eles”, compara.

A ideia da Fifa é que a Copa do Mundo se torne bienal a partir de 2026 (Foto: Reprodução)
A ideia da Fifa é que a Copa do Mundo se torne bienal a partir de 2026 (Foto: Reprodução)

A Fifa vem se reestruturando há bastante tempo, e Infantino não mede esforços para a Copa do Mundo bienal acontecer. Isso é visível. Em sua última declaração, o presidente da Fifa disse que menos africanos morreriam no mar em processo de migração para a Europa, conforme noticiado pelo The Guardian.

Isso seria impulsionado por uma maior quantidade de torneios, que também ocorrerão na África de maneira mais frequente, impulsionando a geração de emprego e riquezas no continente africano. Inclusive o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Patrice Motsepe, já demonstrou apoio aos novos planos da Fifa, conforme noticiado pela revista Exame.

Independentemente do campeonato e em qual lugar do mundo ele ocorrerá, pela Rivalry, que é fanática por futebol, você tem a melhor cobertura de apostas em futebol de uma maneira muito única e com partidas separadas pelos principais torneios do mundo. Além de mudar a própria Copa do Mundo em si, isso também afetaria outras grandes ligas de futebol, e existem grandes organizações que não estão gostando nem um pouco disso.

COI, Conmebol e Uefa são contra, e alegam grande prejuízo caso a Copa do Mundo mude.

A Fifa estima ganhar R$ 25 bilhões a mais em arrecadação, com o novo formato de Copa do Mundo, na venda de direitos de transmissão, patrocínios, venda de ingressos e outros. Em contraponto, grandes organizações alegam que irão amargar prejuízos financeiros e outros problemas, por isso, são totalmente contrários à mudança.

O COI é um deles. O Comitê Olímpico Internacional alega que a nova ideia da Fifa iria conflitar com as Olimpíadas, a ponto de pôr em risco os esportes em geral. Isso colocaria as Olimpíadas em espaço secundário, sendo um grande dano aos esportes, que lutam também para serem mais iguais, conforme veiculado pela ESPN.

O COI entende que a nova Copa do Mundo conflitaria com as Olimpíadas (Foto: Reprodução)
O COI entende que a nova Copa do Mundo conflitaria com as Olimpíadas (Foto: Reprodução)

Outras organizações que se demonstraram fortemente contra foram a Uefa e a Conmebol. A Uefa foi a primeira a se manifestar contra, alegando grandes prejuízos, mexendo com a estrutura de jogadores nos clubes e até a formação de novos talentos. A Conmebol deu grande apoio a Uefa, e também publicou um nota em seu próprio site, reprovando o novo formato:

“1. Não há razões, benefícios ou justificativa para a mudança promovida pela Fifa. Tendo isto em conta, os dez países que compõem a Conmebol ratificam que não participarão de uma Copa do Mundo organizada a cada dois anos.

2. O projeto em questão vira as costas a quase 100 anos de tradição do futebol mundial, ignorando a história de um dos eventos esportivos mais importantes do planeta. A Conmebol apoia a Copa do Mundo atualmente em vigor, com os seus prazos e sistemas de classificação, porque provou ser um modelo de sucesso, baseado na excelência esportiva e que recompensa o esforço, talento e trabalho planificado.”

Conmebol e Uefa são contrárias a uma Copa do Mundo bienal (Foto: Reprodução)
Conmebol e Uefa são contrárias a uma Copa do Mundo bienal (Foto: Reprodução)

Esta nota é de outubro, e mostra o quanto a Conmebol também não tem planos de apoiar esta nova ideia da Fifa. Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, alega ser destrutivo para o futebol o novo formato. Vale ressaltar que isto pode criar uma ruptura e até novos campeonatos de futebol, já que tanto a Uefa como a Conmebol detêm todos os títulos da Copa do Mundo. E aí, você é contra ou a favor ao novo formato? Vamos ver o que este ano nos trará sobre este tema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: