Stakecheia

Leaderboard - KTO

Papo sério

4 resultados dolorosos que permanecem na memória dos fãs

Existem momentos que superam em muito a definição de tropeço e entram para a categoria das vergonhas históricas

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
A derrota de 8 a 0 do Santos para o Barcelona está na lista (Foto: Reprodução)
A derrota de 8 a 0 do Santos para o Barcelona está na lista (Foto: Reprodução)

Diz a velha máxima que o futebol é uma caixinha de surpresas, e todos nós tendemos a concordar relembrando maus momentos do nosso time de coração. Afinal, qual o time do futebol brasileiro que nunca teve um tropeço quando não deveria e deixou sua torcida lamentando?

Mas existem momentos que superam em muito a definição de tropeço e entram para a categoria das vergonhas históricas, como o inenarrável 7×1 (nem preciso nomear as equipes, você já sabe!).

Essas equipes deram prejuízo a quem decidiu apostar nelas nos novos cassinos online e com certeza e garantiram bom rendimento às casas de apostas online.

Internacional 0x2 Mazembe

Mundial de Clubes
Dez/2010

Tente imaginar o cenário: o Internacional era o grande time brasileiro na competição, havia sido campeão da Libertadores naquele ano, nunca havia perdido no Mundial de Clubes antes de chegar à fase final e já havia sido campeão do próprio Mundial de Clubes em 2006, em cima de ninguém menos do que o poderoso Barcelona!

Do outro lado havia o time africano Tout Puissant (Todo Poderoso) Mazembe. Um time sem histórico de feitos internacionais e que conseguiu seu destaque justamente pela partida feita com o Internacional, pois se tornou o primeiro time fora da Europa e das Américas a chegar à fase final do torneio.

A partida do Colorado entrou para a história e até hoje os torcedores rivais, principalmente os gremistas, comemoram na internet o “Mazembe day”, com direito a fotos e vídeos da famosa comemoração do goleiro Robert Kidiaba quicando o bumbum no gramado.

Flamengo – Fase de grupos

Libertadores da América
Abr/2017

O Flamengo rumou para sua campanha na Libertadores em 2017 com grande expectativa, havia se deparado com uma fase de grupos considerada moderada (com Atlético Paranaense, San Lorenzo e Universidad Católica) e evitou confronto com grandes medalhões da competição.

Mas o destino foi cruel para os Rubro-Negros que terminaram na 3ª posição do grupo e se despediram das vagas, que ficaram para San Lorenzo e Atlético Paranaense. O Flamengo encerrou sua participação com 50% de aproveitamento, vencendo três partidas e perdendo outras três.

Barcelona 8×0 Santos

Troféu Joan Gamper (amistoso)
Ago/2013

Quando o Santos negociou a venda de Neymar para o Barcelona, tratou logo de incluir na negociação a realização de duas partidas amistosas entre os times. A visão negocial era a de promover o Santos mundialmente e arrecadar bilheteria, tentando lembrar sua época de ouro quando Pelé arrebatava fãs e levava o Peixe mundo afora.

Faltou ao Santos calcular uma variante da equação, a de que iria enfrentar a seleção mundial do Barcelona de Messi, Iniesta, Suarez, Xavi e companhia. O que sobrou pro alvinegro santista foi um vexame indigno: 8 a 0, e cabia mais.

Azar no jogo, falta de sorte nos números. O Barcelona vendeu o jogador Neymar ao PSG antes de cumprir o segundo amistoso negociado, o que evitou o segundo jogo e a possibilidade de um novo sacode nas estruturas santistas, mas impediu também a entrada dos recursos provenientes, e o Santos precisou acionar a cláusula da multa contratual na Justiça desportiva, referente a 4,5 milhões de euros.

Flamengo 5×0 Grêmio

Libertadores da América
Out/2019

Este jogo tinha todos os elementos necessários para ser surpreendente, e foi! Mas de uma maneira que ninguém imaginaria.

O Grêmio havia se sagrado campeão da Libertadores em 2017, mesmo ano em que o Flamengo havia sido eliminado na fase de grupos, e possuía um time extremamente competitivo comandado por Renato Gaúcho. Em 2018 havia chegado até as semifinais da competição e estava novamente na fase semifinal em 2019, com um belo time composto por Paulo Victor, Paulo Miranda, Pedro Geromel, Kannemann, Bruno Cortez, Michel, Matheus Henrique, Maicon, Alisson, André e Everton.

O Flamengo vinha de uma severa reestruturação financeira e estava novamente investindo alto, contratou o treinador de Portugal Jorge Jesus, o Mister, que conduziu magistralmente um time com grandes nomes: Diego Alves, Rafinha, Filipe Luís, Gerson, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, completado ainda pela dupla de zaga Pablo Marí e Rodrigo Caio.

O jogo ainda foi apimentado por declarações polêmicas do Renato Gaúcho como a de que o time dele “joga o melhor futebol do Brasil”, frente a um Flamengo que vinha atropelando. E deu no que deu.

Seu time já passou por uma vergonha épica? Daquela em que os torcedores rivais fazem questão de nos relembrar sempre que possível e ficamos sem argumentos? Comente abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: