Verminosos por futebol




Jogo lúdico

Tó Madeira, o craque que não existia

Quem joga futebol de videogame possivelmente quer contar com Messi, Cristiano Ronaldo e/ou Neymar em seu time. São jogadores que […]

Championship-Manager-To-Madeira
O atacante português Tó Madeira, uma das maiores pegadinhas do mundo dos games, era o melhor jogador de Championship Manager 2001/02, famoso jogo de estratégia (Fotos: Divulgação)

Quem joga futebol de videogame possivelmente quer contar com Messi, Cristiano Ronaldo e/ou Neymar em seu time. São jogadores que estão entre os de melhores atributos, em games como Fifa e Pro Evolution Soccer. Uma década atrás, quando os três ainda eram promessas, foi um jogador fictício, que muitos achavam ser real, o “cara” do futebol virtual: Tó Madeira.

O atacante era o craque da versão 2001/02 de Championship Manager. A saga, que nasceu em 1992 e morreu em 2011, ante o sucesso do similar Football Manager, usava nomes e atributos reais de jogadores. Esse foi o segredo que fez o game de estratégia rivalizar com jogos de simulação.

Championship-Manager
A versão 2001/02 foi a mais famosa

Fabricado pela inglesa Eidos Interactive, Championship Manager se baseava numa grande rede de pesquisadores em diversos países. Eram eles quem avaliavam cada atleta de cada clube para definir quem seria craque, esforçado ou perna-de-pau. Foi aí que entrou em cena Antônio Lopes, um dos responsáveis pelas pesquisas.

O português resolveu fazer uma brincadeirinha. Elegeu como craque um jogador do Gouveia, da 3ª divisão de Portugal. Acontece que Tó Madeira não existia, nem nunca existiu. O jogador era na verdade aquilo que Antônio Lopes gostaria de ter sido.

Com o sucesso entre fãs do game, Tó Madeira entrou na mira de clubes do mundo todo. Dirigentes chegaram a telefonar para o Gouveia em busca de mais informações sobre aquela revelação que todos contratavam no mundo virtual. Foi aí que a pegadinha acabou revelada.

A Eidos Interactive foi atrás da história. E desmascarou Antônio Lopes, pesquisador das divisões inferiores de Portugal. Estudante de engenharia civil, ele nascera em Gouveia e havia sido jogador do time, parando no juvenil. Por isso decidiu se homenagear. Assim, acabou demitido pela empresa.

Até cogitou-se lançar uma edição extra, sem o jogador fictício. Mas Tó Madeira já tinha virado um mito. E, por causa de toda a fama, tornou aquela versão de Championship Manager a mais famosa. Tanto que, oito anos depois, o jogo acabou relançado. Tó Madeira passou a ser lembrado como o craque que driblou duas vezes uma gigante dos games.

Vídeo sobre Tó Madeira:


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: