Stakecheia

Leaderboard - KTO

Deu no jornal

Comunidade Wrexham Brasil festeja crescimento após sucesso de clube galês

O Wrexham conseguiu dois acessos seguidos, para a 4ª e 3ª divisões da Inglaterra, após ser comprado por Ryan Reynolds e Rob McElhenney, astros de Hollywood

WTG-bet

PinUp-Bet

melhor site de apostas futebol
A comunidade Wrexham Brasil produz conteúdos para fãs brasileiros (Foto: Divulgação)
A comunidade Wrexham Brasil produz conteúdos para fãs brasileiros (Foto: Divulgação)

O Wrexham AFC, mais antigo clube do País de Gales e 10º no mundo, vive sua melhor fase na história. Desde que foi comprado pelos atores americanos Ryan Reynolds e Rob McElhenney, em 2021, o time conseguiu dois acessos seguidos em três temporadas, subindo da 5ª para a 3ª divisão da Inglaterra.

Em meio ao sucesso em campo e nos bastidores, quem também festeja é a comunidade Wrexham Brasil. Lançado em 2022, ao fim da primeira temporada dos americanos à frente do clube, quando bateu na trave do acesso, o projeto escalou junto.

Crescimento insano

“O crescimento é uma coisa insana. Notamos nos grupos o número de pessoas que entram, o número de seguidores em certos dias. Até o volume de buscas no Google sobe”, aponta o mineiro Lucas Dantas, de 32 anos, fundador do Wrexham Brasil.

Com ele, são outros quatro colaboradores fixos, além de outros rotativos. Uma equipe que produz conteúdo e transmissões para site, Instagram, X, Facebook, Youtube, Tiktok e Twitch. Tudo gratuito para o público.

O reconhecimento atravessou o Atlântico. Veio de Ryan Reynolds. “Queremos nos tornar a torcida oficial do Wrexham no Brasil”, adianta Lucas, gestor de automação e infoprodutor, que tem expectativa alta sobre o clube.

Confira abaixo entrevista.

Lucas Dantas fundou a comunidade Wrexham Brasil em 2022 (Foto: Reprodução)
Lucas Dantas fundou a comunidade Wrexham Brasil em 2022 (Foto: Reprodução)

“Estaremos na Premier League até 2030”

Verminosos por FutebolQuando o projeto Wrexham Brasil foi lançado?
Lucas Dantas – O projeto Wrexham Brasil foi iniciado em setembro de 2022, logo na temporada seguinte à eliminação contra o Grimsby Town nos playoffs da National League 2021-22. Os donos haviam assumido no início de 2021.

VerminososQuantas pessoas fazem parte da administração do Wrexham Brasil?
Lucas – Hoje temos cinco colaboradores que são mais assíduos, mas temos um grupo de colaboradores que ajudam com outras coisas como o nosso bolão, os e-games envolvendo o Wrexham, administrar os grupos de Whatsapp, etc.

VerminososQuais conteúdos vocês produzem relativos ao clube?
Lucas – Hoje estamos criando conteúdo em todas as redes sociais: X, Facebook, Instagram, Threads, TikTok, YouTube, Twitch e site. Nossas redes no X e no Instagram são as mais ativas, e já atingimos quase 7 mil seguidores em ambas.

No YouTube, além de vídeos dando notícias sobre o Wrexham, também fazemos lives. Essas lives acontecem antes e após os jogos, as pessoas também podem assistir pela Twitch, e agora estamos fazendo no X também.

Fazemos transmissão dos jogos da liga e EFL Trophy em grupo fechado apenas para membros da comunidade Wrexham Brasil. Fazemos as transmissões desde início de 2023, porém apenas esse ano trouxemos as narrações. Hoje temos dois narradores que ajudam nas transmissões dos jogos e outros membros que também participam com comentários.

No nosso site também divulgamos notícias, principalmente janela de transferências. Entre nossos conteúdos, os principais são entrevistas com Shawn Winter e banda Declan Swans. Recentemente, o Ryan Reynolds nos citou em uma entrevista, e foi demais.

“Recentemente, o Ryan Reynolds nos citou em uma entrevista, e foi demais”. (Lucas Dantas)

Além disso, também fomos a San Diego e Los Angeles no ano passado ver o Wrexham jogar contra La Galaxy II e Manchester United. Na ocasião, cheguei a conversar com Wayne Jones, dono do The Turf.

Tudo gratuito

VerminososPara consumir esse conteúdo, é preciso pagar?
Lucas – Hoje é tudo 100% gratuito, mas as pessoas podem colaborar sendo um membro do canal do YouTube, apoiando pelo Apoia-se, sendo inscrito na Twitch ou pelo nosso Patreon.

VerminososA nova gestão já viveu três temporadas no Campeonato Inglês – bateu na trave no primeiro ano e depois teve dois acessos. Ao longo desse tempo, vocês notaram um crescimento de interesse significativo no Wrexham Brasil?
Lucas – Com certeza. O crescimento é uma coisa insana. Isso vem desde o jogo contra o Sheffield United pela FA Cup 2022/23, e notamos nos grupos o número de pessoas que entram, o número de seguidores que aumenta nas redes em certos dias. Até o volume de buscas no Google sobe também.

VerminososE a série de documentários, que para o Brasil já disponibilizou duas temporadas, contribuiu de alguma forma para esse aumento de interesse?
Lucas – Com certeza. Acho que a grande maioria dos membros teve contato pela primeira vez com o time através da série. Agora, com o sucesso esportivo, é cada vez mais comum as pessoas verem os acessos e depois se interessar pela série, mas quando a gente estava na 5ª divisão era só pela série mesmo.

Série de documentários sobre o Wrexham, que já teve duas temporadas exibidas no Brasil, ajudou na popularização do time mundo afora (Foto: Divulgação)
Série de documentários sobre o Wrexham ajudou na popularização mundo afora (Foto: Divulgação)

Paixão pelo Wrexham

VerminososVocês todos que embarcaram no projeto Wrexham Brasil viraram efetivamente torcedores do time também? Ou é uma relação profissional de enxergar um potencial de mercado de um time em crescimento?
Lucas – Eu, desde o começo, já me sentia totalmente envolvido pela série, mas como ainda não havia a possibilidade de assistir aos jogos, só me senti de fato um torcedor quando comecei a acompanhar as partidas. Eu assisti o Wrexham pela primeira vez na TV pela FA Cup em 2022, contra o Farnborough na ESPN, mas só vi porque moro nos EUA.

Acho que a minha história é parecida com a de muitos. Uma pessoa que ama futebol e vê essa história dificilmente não será comovida, mas já virar torcedor de fato é outra história. Mas sinceramente falando, muitos membros da comunidade se tornaram de fato torcedores. Vejo muitos ficando muito nervosos quando o time perde, e o contrário também acontece. Vejo, às vezes, casos de pessoas que nem estão vivendo um momento muito bom na vida, mas o Wrexham serve de alento.

“Eu, desde o começo, já me sentia totalmente envolvido pela série, mas como ainda não havia a possibilidade de assistir aos jogos, só me senti de fato um torcedor quando comecei a acompanhar as partidas”. (Lucas Dantas)

VerminososO Wrexham já entrou em contato com vocês oficialmente, para agradecer a divulgação do clube no Brasil?
Lucas – Oficialmente nossa única menção foi em uma entrevista recente pelo Ryan Reynolds. Mas temos como objetivo se tornar a torcida oficial do Wrexham no Brasil, nossos esforços são voltados para isso.

Futuro da comunidade e do clube

VerminososO projeto Wrexham Brasil já consegue pagar seus custos e remunerar os membros?
Lucas – Ainda não totalmente, mas já recuperamos parte do que já foi investido, e hoje eu consigo pagar todas as contas através de venda de infoprodutos. Como fazemos tudo gratuitamente, não conseguimos remunerar ninguém ainda, mas o fato de termos mais de 1.000 seguidores na Twitch e nosso canal do YouTube já ter sido monetizado, está no nosso radar transformar a comunidade em uma empresa.

VerminososQual futuro vocês enxergam para o Wrexham? Vai haver um teto para o crescimento, quem sabe a 3ª divisão ou a 2ª divisão, ou vocês acreditam que há potencial para a chegada à Premier League?
Lucas – O meu palpite é que estaremos na Premier League até 2030, mas acho que pode acontecer antes pelo jeito que Ryan e Rob estão conduzindo o clube, se estruturando, tomando decisões difíceis, mas que precisam ser tomadas.

Até acho que o acesso da League One para a Championship vai ser difícil, assim como se manter na Championship. Mas com investimento e trabalho sério, acho que realisticamente dá sim para chegar à Premier League até 2030.

“O meu palpite é que estaremos na Premier League até 2030, mas acho que pode acontecer antes pelo jeito que Ryan e Rob estão conduzindo o clube”. (Lucas Dantas)

Hoje, como exemplo, temos o Luton Town, que em 9 anos saiu da National League para a Premier League, de 2014 a 2023. Temos exemplos de times também que conseguiram sair da League One para a Premier League em 3 anos, como Watford (1997-1999), Norwich (2009-2011) e Southampton (2010-2012).

> Lucas Dantas, de 32 anos, é gestor de automação, infoprodutor/criador de conteúdo, nasceu em Belo Horizonte e é torcedor do Corinthians. Foi o fundador da comunidade Wrexham Brasil.

Outros membros: Victor Rodrigues, Thiago Salerno, Arthur Luhr e Carlos Junior (torcedor do Notts County que participa das transmissões).

Redes sociais do Wrexham Brasil:

Site | Instagram | X | Twitch | Facebook | TikTok | YouTube | Apoia-se | Patreon

Siga o Verminosos por Futebol:
Instagram
Twitter
Facebook
Youtube

Tiktok

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

    // TV Verminosos

    // Tags

    Compartilhe: