https://apostasfc.com/melhores-casas/bet365/?utm_source=verminosos&utm_medium=bet365&utm_campaign=agosto

Turismo

Brasileiro vai a jogos nos 92 estádios das 4 principais divisões da Inglaterra numa única temporada

O paulista Miguel Freitas se mudou para a Inglaterra em 2020 e trabalha com delivery de comida

Miguel encarou o "Desafio dos 92", popular entre fãs de futebol na Inglaterra (Foto: Acervo pessoal)
Miguel encarou o “Desafio dos 92”, popular entre fãs de futebol na Inglaterra (Foto: Acervo pessoal)

O Desafio dos 92 é muito popular entre groundhoppers, como são chamados na Europa os “viajantes de futebol”. Reúne os estádios das quatro principais divisões da Inglaterra. Em geral, torcedores sonham em ver jogos em todos durante a vida – ou, pelo menos, no intervalo de alguns anos. Um brasileiro encarou a jornada numa única temporada.

É a história de Miguel Freitas, que iniciou um mochilão em 2017. Uma semana antes do começo do lockdown da pandemia de Covid-19 na Europa, em 2020, ele se mudou para a Inglaterra. Com os deslocamentos limitados no continente, o paulista se fixou temporariamente no país. Aí, veio o projeto dos 92 clubes da Football League.

Conclusão com louvor

A aventura deve ser concluída com louvor. No momento desta entrevista ao Verminosos por Futebol, faltavam 10 estádios para atingir a meta. A previsão é ver jogos em todos eles até o mês de fevereiro. “Se não acontecer nenhuma paralisação drástica por causa do Covid”, arrisca Miguel, de 32 anos.

Tendo base em Liverpool, o corretor de seguros está trabalhando com delivery de comida por aplicativos. “Trabalho nos horários que tenho disponíveis, e quando vou a uma cidade assistir ao jogo, ligo o aplicativo e faço algumas entregas”, explica.

Por possuir cidadania italiana e ter dado entrada na Inglaterra antes do Brexit, Miguel pode morar e trabalhar no país. “Estou assistindo em média a 15 jogos por mês, sempre analiso a tabela e tento ‘encaixar’ jogos nas regiões mais distantes”, indica.

“Trabalho nos horários que tenho disponíveis, e quando vou a uma cidade assistir ao jogo, faço algumas entregas”. (Miguel Freitas)

Além do 92 estádios das quatro divisões, Miguel visitou Wembley, claro (Foto: Acervo pessoal)
Além do 92 estádios das quatro divisões, Miguel visitou Wembley, claro (Foto: Acervo pessoal)

Mais de 100 estádios ingleses

Groundhopper apaixonado, Miguel já viu partidas em 275 estádios, de 32 países – tudo isso divulgado no perfil de Instagram Mochileiro da Bola. No Reino Unido, já são 131 estádios, sendo 125 da Inglaterra.  “Com a volta de público aos jogos, eu comecei a frequentar as divisões menores, desde a 5ª até 10ª divisão”, detalha.

Na entrevista abaixo, Miguel fala mais sobre a aventura pelo futebol inglês e dá dicas para quem quiser encarar o “Desafio dos 92”. Confira!

Confira alguns estádios visitados em jogos:

  • Accrington Stanley (Foto: Acervo pessoal)
  • Arsenal (Foto: Acervo pessoal)
  • Blackburn (Foto: Acervo pessoal)
  • Bradford (Foto: Acervo pessoal)
  • Cardiff (Foto: Acervo pessoal)
  • Carlisle United (Foto: Acervo pessoal)
  • Fulham (Foto: Acervo pessoal)
  • Leicester (Foto: Acervo pessoal)
  • Liverpool (Foto: Acervo pessoal)
  • Manchester City (Foto: Acervo pessoal)
  • Manchester United (Foto: Acervo pessoal)
  • Newcastle (Foto: Acervo pessoal)
  • Norwich City (Foto: Acervo pessoal)
  • Plymouth (Foto: Acervo pessoal)
  • Preston North End (Foto: Acervo pessoal)
  • QPR (Foto: Acervo pessoal)
  • Sheffield United (Foto: Acervo pessoal)
  • Sheffield Wednesday (Foto: Acervo pessoal)
  • Sunderland (Foto: Acervo pessoal)
  • West Ham (Foto: Acervo pessoal)
  • Wigan (Foto: Acervo pessoal)

“O tour não é levado em consideração, precisa assistir a uma partida”

Verminosos por FutebolComo está sendo a aventura dos 92 estádios?
Miguel Freitas – Estou assistindo jogos nos 92 estádios das quatro divisões, o “Desafio dos 92”, como os ingleses brincam. O tour não é levado em consideração, precisa assistir a uma partida. A ideia inicial era fazer entre dois e três anos, e ir mesclando com viagens pela Europa, conhecendo outros países. Porém, com a pandemia, os países exigem testes, encarecendo a viagem, foi então que eu resolvi focar apenas na Inglaterra e tentar fazer o desafio em uma temporada.

VerminososDe onde surgiu essa ideia? Qual foi o primeiro estádio, e quando?
Miguel – Com o início da pandemia, e sem poder ir aos estádios, comecei a pesquisar estádios diferentes/peculiares, e desenvolver listas para visitar, como por exemplo, estádios que foram finais de Champions/Eurocopa/Copa do mundo, dentre outros. Foi então que descobri esse desafio dos 92, e que muitos ingleses brincam e vão ano após ano tentando concluir, não precisa fazer tudo em uma única temporada. Como eu estava na Inglaterra, fiquei ansioso para colocar em prática. O primeiro foi o Montomery Waters Meadow, do Shewsbury, da 3ª divisão, em 5/12/2020. Esse terei que repetir nessa temporada, para concluir o desafio numa única temporada. Outro que preciso repetir é o do Middlesbrough.

Verminosos Tem visitado quantos estádios por semana?
Miguel – Estou assistindo em média a 15 jogos por mês, sempre analiso a tabela e tento “encaixar” jogos nas regiões distantes aos finais de semana, para economizar com a viagem.

VerminososQuais foram as situações mais curiosas ou engraçadas que vivenciou?
Miguel – Um caso que aconteceu no começo da jornada foi na estreia do Sheffield United. Para economizar no estacionamento, eu sempre procuro estacionar meu carro a 10 ou 15 minutos de distância, e vou andando. Quando voltei para pegá-lo, todos os carros estacionados na rua estavam com pneu furado. Alguém passou com uma faca e furou um pneu de cada carro. Era 10 horas da noite e todo mundo trocando pneu.

Alem do Middlesbrough, onde assisti a um jogo da seleção inglesa, o outro estádio que não assisti ao time local foi do Cardiff (País de Gales), que disputa a 2ª divisão inglesa. O The New Saints, de Gales, foi avançando de fase na Champions, até enfrentar o Viktoria Pilsen, da República Checa. Como não poderia jogar em seu estádio, devido ao pequeno tamanho, eles mudaram o jogo para Cardiff, e organizaram um ônibus da cidade deles até a capital. Eu achei que iria um monte de torcedores, comprei minha passagem, quando cheguei lá no clube, tinha só eu e mais uns 10 tiozinhos indo junto no ônibus.

Miguel viu jogos de times tradicionais abaixo da 4ª divisão, como o Notts County (Foto: Acervo pessoal)
Miguel viu jogos de times tradicionais abaixo da 4ª divisão, como o Notts County (Foto: Acervo pessoal)

VerminososEstá morando na Inglaterra desde quando? Está ficando com base em alguma cidade?
Miguel – Estou morando em Liverpool desde março de 2020, cheguei basicamente uma semana antes do lockdown por aqui.

VerminososEstá de férias prolongada, ou está aproveitando pra tirar um dinheiro fazendo algum trabalho?
Miguel – Estou morando aqui, por eu ter a cidadania italiana. Como dei entrada na Inglaterra antes do Brexit, eu posso morar e trabalhar normalmente. Para ter essa flexibilidade de viagens, eu faço delivery (entrega de comida por aplicativos), trabalho nos horários que tenho disponíveis, e quando vou a uma cidade assistir ao jogo, ligo o aplicativo e faço algumas entregas.

“Eu faço delivery. Quando vou a uma cidade assistir ao jogo, ligo o aplicativo e faço algumas entregas”. (Miguel Freitas)

VerminososTu é digamos um turista de estádios já profissional hoje em dia, né? Já são quantos estádios, de quantas cidades e em quantos países, há quantos anos?
Miguel – Profissional ainda não, porque não recebo nada ainda (hehe). Porém, quem sabe algum dia os patrocínios comecem a aparecer. Recentemente passei dos 275 estádios, as cidades não contabilizei ainda, são 32 países. Meu primeiro mochilão foi em 2017, e praticamente parei devido à pandemia.

VerminososSe considerar somente os estádios ingleses, incluindo outras divisões, já são quantos?
Miguel – Com a volta de público aos jogos pouco a pouco, eu comecei a frequentar as divisões menores, desde a 5ª até 10ª divisão. No Reino Unido, já são 131 estádios, sendo 125 na Inglaterra, 4 em País de Gales e 2 na Escócia.

Miguel também foi a um jogo do Sheffield FC, o time mais velho do mundo (Foto: Acervo pessoal)
Miguel também foi a um jogo do Sheffield FC, o time mais velho do mundo (Foto: Acervo pessoal)

VerminososQuando acha que vai concluir o projeto dos 92 estádios? Depois disso, o que vem pela frente?
Miguel – Agora faltam apenas 10 estádios. Se não acontecer nenhuma paralisação drástica por causa do Covid, até o final de fevereiro devo terminar. Eu tirei a cidadania apenas para morar na Europa e viajar por estádios, então vem muita coisa pela frente. Pretendo visitar os maiores clássicos da Europa, quem sabe até terminar todos os países da Uefa.

“Eu tirei a cidadania apenas para morar na Europa e viajar por estádios, então vem muita coisa pela frente”. (Miguel Freitas)

VerminososQuanto acha que seria necessário pra passar um período suficiente para conhecer os 92 estádios das quatro divisões da Inglaterra? Sai mais em conta, por exemplo, do que assistir um mês de Copa do Mundo no exterior?
Miguel – Acredito que assistir jogos nos 92 estádios só se tornou possível porque moro e recebo em libras. Os jogos ingleses em geral são caros, devido à cotação para o real. Jogos da Premier League variam de 30 a 60 libras, Championship de 25 a 35, League One 18 a 30, League Two 15 a 28. Uma dica é procurar ir em jogos de Copa (Copa da Inglaterra, Copa da Liga e EFL Trophy), pois são mais baratos. Eu fui para a Copa na Rússia e fiquei 20 dias lá, assistindo seis jogos da 1ª fase, e gastei quase o equivalente ao que gasto aqui em um mês. 92 jogos é muita coisa (hehe).

VerminososPra finalizar, tu teria alguma dica a dar para quem está engatinhando no turismo de estádios?
Miguel – Muita gente me pergunta como consigo tantos ingressos, e eu nunca pago mais que o Face Value (Valor de fato do ingresso). Fique atento sempre ao dia e horário que começará a venda dos ingressos no jogo que você irá, entre no site do clube diversas vezes, tente clicar para comprar outros jogos e verifique como funciona a fase de vendas de determinado clube. Hoje em dia, com a internet, a informação ficou mais fácil, é possível conseguir promoções de passagem e hostel. Determine um teto para gasto e entre semanalmente para saber se a passagem está no valor que você está disposto a gastar.

> O paulista Miguel Freitas, de 32 anos, trabalhava como corretor de seguros em São José do Rio Preto (SP), antes de iniciar um mochilão pelo mundo em 2017. Atualmente, mora em Liverpool desde 2020 e trabalha com delivery de comida enquanto viaja para ver jogos em estádios.

Serviço:

Visite o perfil de Instagram Mochileiro da Bola, de Miguel Freitas.

Veja artigo de Miguel no Verminosos, em 2020, em que ele ensina como viajar gastando pouco.

Miguel Freitas divulga informações sobre os estádios no perfil Mochileiro da Bola (Foto: Reprodução)
Miguel Freitas divulga informações sobre os estádios no perfil Mochileiro da Bola (Foto: Reprodução)

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: