https://winabet365.com/affiliates/?btag=664223

Papo sério

Brasil de Pelotas ganha torcida organizada com pessoas com síndrome de Down

A torcida Xavadown foi iniciativa de um jovem com síndrome de Down de Pelotas

A Xavadown surgiu na véspera do Dia Internacional da Síndrome de Down de 2022 (Foto: Divulgação)
A Xavadown surgiu na véspera do Dia Internacional da Síndrome de Down de 2022 (Foto: Divulgação)

Por Yuri Melo

No dia 21 de março, é comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. Um dia antes, durante semifinal do Gauchão entre Brasil de Pelotas e Ypiranga, estreava no estádio Bento de Freitas a primeira torcida formada por pessoas com síndrome de Down, a Xavadown – nome que faz referência aos Xavante, apelido do Brasil.

A criação da torcida foi iniciativa de Eduardo Moraes, jovem de 24 anos com síndrome de Down. “Eu sempre gostei de ir para as torcidas organizadas, ia um pouco em cada uma. Um dia falei para minha irmã que eu queria ter a minha torcida, para juntar meus amigos com síndrome de Down”, relata.

Ação social

A ideia tomou forma quatro dias antes do jogo. Para comemorar o Dia da Síndrome de Down, a Associação de Pais de Downs de Pelotas (Apadpel) e o Grupo de Trabalho de Ações Sociais do Xavante promoveram uma visita de jovens ao Bento de Freitas, para conhecer o estádio e os atletas do Brasil.

Durante essa visita, Eduardo revelou o desejo de criar a Xavadown. Laura Quevedo, integrante do GT de ações sociais, viu ali uma oportunidade de mobilizar o clube em prol da causa. “Mesmo com o tempo curto, conseguimos fazer a faixa e uma logo, que foi escolhida pelo próprio Eduardo”, conta.

Os pais dos membros da torcida acompanharam o momento, coroado com vitória xavante por 1 a 0. “Foi muito show, lindo e maravilhoso. Todos estavam no auge da alegria. Eduardo estava muito feliz, e isso aquece o nosso coração”, comenta Cátia Vieira, tesoureira da Apadpel e mãe de Sophia, que também faz parte da Xavadown.

“Foi muito show, lindo e maravilhoso. Todos estavam no auge da alegria”. (Cátia Vieira, mãe de integrante da torcida)

Os pais dos membros da torcida acompanharam o momento (Foto: Divulgação)
Os pais dos membros da torcida acompanharam o momento (Foto: Divulgação)

Vida longa

O sonho de Eduardo foi realizado, mas o trabalho não acaba por aí. Agora é hora de fazer a Xavadown crescer em número de integrantes – no momento, já são 48 torcedores.

O futebol é acolhedor e, cada vez mais, mostra-se uma ferramenta social para os clubes. “Desejo que a Xavadown dure para sempre, e que muitos downs se juntem à nossa torcida, que tragam seus pais, amigos e vizinhos para torcer juntos”, destaca Eduardo. Bela iniciativa!

Serviço:

Associação de Pais de Downs de Pelotas (Apadpel)

Instagram | Facebook


> Esta reportagem, produzida por Yuri Melo, contou com supervisão de Rafael Luis Azevedo, do Verminosos por Futebol. Perfis de Yuri: Instagram | Facebook | Twitter.


Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: