Verminosos por futebol




Deu a louca

Paranaense tem 6 mil cartões postais de estádios de todos os países do mundo

Newton Pacheco é um dos maiores colecionadores de postais de estádios no Brasil

Newton Pacheco coleciona postais de estádios desde 1965 (Foto: Acervo pessoal)
Newton Pacheco coleciona postais de estádios desde 1965 (Foto: Acervo pessoal)

Fuçar os armários de Newton Pacheco é como fazer um passeio pelo futebol mundial. Na casa do colecionador, em Curitiba, está um dos maiores acervos de cartões postais de estádios no Brasil. São cerca de 6 mil unidades, de cerca de 4 mil estádios.

Somando-se fotos de estádios que não contam com postais, o total de imagens na coleção chega a 10 mil, de 7 mil campos. O acervo contempla todos os 27 estados brasileiros, além de todos os 197 países independentes do mundo e 83 dependências e regiões autônomas.

Esta matéria faz parte da série Postais FC. Leia as outras:

Você gosta de colecionar cartões postais de estádios? Você não está sozinho!.
– Este equatoriano já viajou a 1.000 estádios de 90 países para produzir postais.

Americano comanda o maior site de venda de postais de estádios no mundo.

A coleção começou em 1965, com um cartão do Maracanã. “Na época eram raros os postais de estádios, só havia dos mais emblemáticos, incluindo ainda Pacaembu, Mineirão, Beira-Rio, Fonte Nova e Ilha do Retiro”, relembra o delegado de polícia aposentado, de 68 anos.

Naquele tempo não eram mais editados postais em preto e branco. Mesmo assim, Newton já reuniu 300. Seu mais antigo do Brasil é do Pacaembu, do início dos anos 50, enquanto o mais antigo do exterior é o do estádio de Dijon, na França, de 1934.

Newton possui 10 mil imagens no total, de 7 mil estádios (Foto: Acervo pessoal)
Newton possui 10 mil imagens no total, de 7 mil estádios (Foto: Acervo pessoal)

Preços de postais

Esse não é um colecionismo caro. “Não acredito ter gasto mais do que R$ 20 por algum postal”, situa. O difícil mesmo é conseguir os itens, pois praticamente não há mais fabricantes de postais de estádios, em virtude da preferência pelas mensagens eletrônicas hoje em dia.

Para isso, o próprio Newton passou a editar postais de estádios. Ele já produziu três séries: com 105 postais de estádios do Paraná, com 38 de Santa Catarina e com 39 das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. “Já editei muitos estádios avulsos também”.

“Não acredito ter gasto mais do que R$ 20 por algum postal” (Newton Pacheco)

https://clubedaposta.com/blog/gamblers-trip-entenda-como-vai-funcionar/?utm_source=parceiro&utm_medium=banner&utm_campaign=gamblers_trip&utm_content=verminosos

A esposa de Newton é uma grande apoiadora da coleção. Por exemplo nas andanças a cidades próximas a Curitiba, para fotografar estádios para a edição de postais. Maria de Lourdes foi a motorista na produção das séries do Paraná e de Santa Catarina, entre 2000 e 2010.

Apesar desse giro interestadual, Newton considera que a maior loucura que já fez em prol da coleção foi viajar ao município de Almirante Tamandaré, localizado a 30 km de Curitiba, para fotografar um painel do extinto estádio João Loprete Frega, do Primavera, da capital.

“Eu queria fazer uma reprodução para um postal, em homenagem ao meu falecido pai, que foi torcedor daquele clube”, explica Newton, torcedor do Paraná. Hoje, somente ele possui uma imagem em negativo desse estádio, que ganhou um postal por iniciativa do colecionador.

Newton coleciona também miniaturas de estádios de futebol (Foto: Acervo pessoal)
Newton coleciona também miniaturas de estádios de futebol (Foto: Acervo pessoal)

Associação de colecionadores

A coleção de Newton teve seu ápice a partir de 1986, com a criação da Sociedade dos Colecionadores de Postais de Estádios (Socope), e a programação dos Encontros de Colecionadores de Postais de Estádios (Encopes), que ocorriam de três a cinco vezes por ano, em várias capitais.

Nos tempos áureos, relata Newton, havia cerca de 150 colecionadores no país. Desde 2010, porém, as atividades se reduziram. “A grande maioria, embora mantenha suas coleções, está inativa”, lamenta. Cerca de 50 colecionadores, estima, ainda mantêm intercâmbio de trocas.

Newton, e mais José Vicente de Lima, de Indaiatuba (SP), e Rodrigo Barros, de Porto Alegre, são hoje as referências nacionais em edição de postais de estádios. No exterior, o principal responsável por alimentar coleções é o equatoriano Gustavo Ramirez Benavides. “Consegui muitos com ele”.

“A grande maioria dos colecionadores de cartões postais de estádios, embora mantenha suas coleções, está inativa”. (Newton Pacheco)

Para o paranaense, é difícil eleger os estádios mais bonitos dentre os 4 mil que contam com postais no seu acervo. “É um risco de injustiça, mas posso destacar dois: a Arena Amazônia, o mais bonito da Copa de 2014, e a Arena Kazan, o mais bonito da Copa de 2018”.

Ou seja, os dois preferidos de Newton são estádios recém-inaugurados. “A cada dia surgem estádios cada vez mais bonitos”, constata o colecionador, já ansioso pelo Mundial de 2022. Sinal de que novos estádios serão sempre bem-vindos. Ao futebol e à coleção de cartões postais.

Leia as matérias da série Postais FC:

Você gosta de colecionar cartões postais de estádios? Você não está sozinho!.
– Paranaense tem 6 mil cartões postais de estádios de todos os países do mundo.

– Este equatoriano já viajou a 1.000 estádios de 90 países para produzir postais.
– Americano comanda o maior site de venda de postais de estádios no mundo.

> FICA LIGADO!

A série Postais FC tem oferecimento do projeto Gamblers Trip, do site Clube da Aposta. Você quer ganhar uma Harley-Davidson? Acompanhe a aventura de pai e filho de Cascavel (PR) que percorrerão 10 mil km de moto pelo país para ver 11 jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Quem acertar mais resultados em desafio no site Betfellows, durante os dias 6/10 e 2/12, ganhará uma das motos que serão usadas por Antônio e Roberto Tavares. Se 2 mil pessoas participarem do desafio, o 2º colocado ficará com a outra moto.

Ainda haverá premiações em dinheiro de R$ 250 a R$ 2.000 para as cinco pessoas que indicarem mais conhecidos para o desafio. Os prêmios serão bancados pela casa de apostas online 188Bet, parceira do Clube da Aposta no Gamblers Trip.


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: