Deu a louca

Jogador de futebol de botão constrói suas próprias mesas no formato de estádio

O botonista José Nogueira, de Fortaleza, se inspirou no estádio Presidente Vargas em suas duas mesas

Nogueira joga em duas mesas em forma de estádio que construiu (Foto: Acervo pessoal)
Nogueira joga em duas mesas em forma de estádio que construiu (Foto: Acervo pessoal)

Se você ainda curte futebol de botão, é possível que se encha de inveja. Um apaixonado pelo jogo, morador de Fortaleza, possui duas mesas de botão no formato de estádio, que ele próprio construiu artesanalmente. Ambas inspiradas no Presidente Vargas, o estádio mais antigo da cidade.

A primeira foi feita em 2002; a outra, em 2011. “Antes de eu fabricá-las, já tinha feito uma com uma única arquibancada central, mas viajei para Boa Vista e, na intenção de ficar por lá, levei a mesa comigo e, quando retornei para Fortaleza, deixei lá”, lembra Nogueira, vendedor de 58 anos.

Feita de madeira

A primeira mesa ganhou as cores do Flamengo, time de coração do botonista. E foi batizada como José Bastos Padilha, o nome oficial do estádio da Gávea, a sede do clube. “Fiz durante as minhas folgas, acredito que tenha produzido em quatro meses”, conta o cearense, também torcedor do Ceará.

Basicamente, a mesa é feita de madeira com revestimento de fórmica no gramado e nos degraus da arquibancada. Os quatro lances de arquibancada têm altura de 19cm.

Uma década depois, veio a segunda mesa, o estádio Nogueirão, com a mesma arquitetura, porém com altura inferior – 14,5cm. Dessa vez, a arquibancada ganhou as cores da bandeira do Brasil.

As mesas têm arquibancada com altura de 14,5cm (foto) e 19cm (Foto: Acervo pessoal)
As mesas têm arquibancada com altura de 14,5cm (foto) e 19cm (Foto: Acervo pessoal)

Material durável

Duráveis, ao longo dos anos não foi preciso nem de manutenção na estrutura das mesas. “Só coloquei alguns enfeites que não tinha”, relata Nogueira, que também garante que as arquibancadas não atrapalham a prática de botão. “É só questão de adaptação”.

Apesar de serem bem produzidas, Nogueira não fez do hobby um meio de vida. “Já me interessei em negociar, mas quando eram feitos os cálculos de frete para enviá-las, subia o valor e as conversas paravam. Então tomei a decisão de não mais negociar”, explica.

  • Nogueira foi cuidadoso nos detalhes de seus dois estádios (Foto: Acervo pessoal)
  • Nogueira foi cuidadoso nos detalhes de seus dois estádios (Foto: Acervo pessoal)

  • Nogueira foi ampliando a decoração ao longo dos anos (Foto: Acervo pessoal)
  • Nogueira foi ampliando a decoração ao longo dos anos (Foto: Acervo pessoal)

Paixão de sempre

Nogueira começou a jogar futebol de botão aos 14 anos, em 1977, e seguiu apaixonado depois de adulto. Em 1999, ele fundou a Liga de Futebol de Mesa Amador (Lifumea), entidade que dirige até hoje e é sediada em sua casa, no bairro Parquelândia. As atrações da sede, claro, são os estádios Padilhão e Nogueirão.

“Fazemos entre três e quatro campeonatos por ano, com duração de três meses, e os jogos são realizados nos fins de semana, alternando sábado ou domingo”, indica. Geralmente, eles contam com uma dúzia de participantes. Se você quiser entrar para essa turma e jogar nas mesas estádios, os contatos estão abaixo.

  • Nogueira fez inclusive os goleiros e barreiras para as faltas (Foto: Acervo pessoal)
  • Nogueira fez inclusive os goleiros e barreiras para as faltas (Foto: Acervo pessoal)

Serviço:

Lifumea
Site | Instagram | Facebook

  • As mesas ficam num cômodo de Nogueira, sede da Lifumea (Foto: Acervo pessoal)
  • As mesas ficam num cômodo de Nogueira, sede da Lifumea (Foto: Acervo pessoal)
  • As mesas ficam num cômodo de Nogueira, sede da Lifumea (Foto: Acervo pessoal)

Siga o Verminosos por Futebol:
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube

Entre em nosso canal no Telegram.

Receba nossas matérias no Whatsapp: adicione o número 85-99215.9174 e envie “oi” pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Tags

Compartilhe: