Deu a louca

Colecionador tem 800 bonecos minicraques

Nenhum dos bate-bolas beneficentes de fim de ano reúne tantos craques quanto os que estão perfilados no estádio de Pedro […]

Pedro Igor Moreira, do Rio, mantém a coleção em um quarto exclusivo (Fotos: acervo pessoal)

Nenhum dos bate-bolas beneficentes de fim de ano reúne tantos craques quanto os que estão perfilados no estádio de Pedro Igor Moreira. O estádio trata-se na verdade de dois quadros enormes, um com imagem do Maracanã, outro do Santiago Bernabeu. E os jogadores são bonecos minicraques, aqueles cabeçudos que fazem sucesso em todo o mundo.

Morador do Rio de Janeiro, Pedro é provavelmente o maior colecionador de minicraques do Brasil. A mania desse carioca, de 33 anos, começou em março de 2011. De lá pra cá, as novas aquisições têm ocorrido em ritmo frenético. Tanto que já bateram a casa dos 800 bonecos, sendo 60 só do Vasco, seu time de coração. “Atualmente compro menos”, conta. Imagina se comprasse muito…

Maradona, Zico e Pelé: galeria de craques da história do futebol mundial

Produzidos de plástico, os bonecos têm cerca de 7cm – também há versões de 17cm. Eles são comprados no eBay, a partir de fabricantes de países como Itália, Inglaterra, Alemanha, Indonésia e China. Pedro até já descobriu gente que refaz as peças, transformando por exemplo o goleiro Hislop, de Trinidad e Tobago, no meia Didi, bicampeão mundial em 1958 e 1962.

Alguns bonecos deram uma trabalheira pra conseguir. Como o de Romário, raríssimo, que quase Pedro perdeu a oportunidade de arrematá-lo num leilão. A história é tão boa que vale o parágrafo inteiro de aspas.

“Estava de carro com minha esposa e vi que não daria tempo de chegar em casa pra participar do leilão. Paramos o carro e saímos correndo literalmente em direção a lan houses. A que eu fui não tinha computador disponível, mas minha esposa foi em outra e conseguiu arrematar o boneco 1 minuto e 20 segundos antes do encerramento”.

Meu objetivo é homenagear os grandes jogadores do futebol brasileiro e principalmente do Vasco”. Pedro Igor Moreira, colecionador com cerca de 800 bonecos minicraques.

O apoio da mulher não se resume a essas aventuras. “Ela ajuda muito, dando ideias para os bonecos e os quadros”, relata. No futuro, será também guardiã da coleção. “Ainda não tenho filhos, mas certamente não os deixarei brincar com os bonecos. Se mexerem vão ficar de castigo”, brinca Pedro.

Os quadros têm iluminação embutida

O acervo é mantido num quarto exclusivo, quase um museu. Os dois quadros foram construídos sob medida, com ajuda de marceneiro. “Deu muito trabalho, muito mesmo”, confidencia. A inspiração foi o inglês Craig Robinson, o maior colecionador de minicraques do mundo, com 5 mil bonecos. “O quadro dele é muito maior que o meu, embora o meu seja mais bonito”.

O terceiro quadro de Pedro já está a caminho, e desta vez vai ficar na sala. Que o móvel fique pronto logo. Afinal, novos minicraques estão sempre chegando.

Visite o blog de Pedro Igor, o Pedrominicraques:
www.pedrominicraques.blogspot.com.br

Quadro de Craig Robinson, o maior colecionador de minicraques no mundo, inspirou o carioca Pedro Igor Moreira. O inglês já comprou 5 mil bonecos desde 1994, sendo 3.200 repetidos

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: