Carrinho de compras

Diretor da Nike explica novo colorido

As cores vibrantes das chuteiras dos jogadores da atualidade parecem empolgar os designers de camisas da Nike. Com isso, na […]

A Nike desenvolveu uniformes com cores bem vibrantes para clubes europeus na temporada 2014/15 (Foto: Nike)
A Nike fez uniformes com cores vibrantes para clubes europeus nesta temporada (Foto: Nike)

As cores vibrantes das chuteiras dos jogadores da atualidade parecem empolgar os designers de camisas da Nike. Com isso, na temporada 2014/15 da Liga dos Campeões da Europa, onde os clubes costumam usar seus terceiros uniformes, algumas torcidas vão se deparar com um colorido especial.

Barcelona, Inter de Milão, Manchester City e PSG, quatro dos 11 times que vestem Nike dentre os 32 participantes da fase de grupos, lançaram uniformes com cores bem vibrantes neste ano. O do Barça, por exemplo, num tom de amarelo marcante, não passa despercebido numa multidão.

Em entrevista ao site da empresa, Martin Lotti, diretor criativo global da Nike Futebol, explica que a ideia do uso de cores foi transmitir ousadia. Aos que sonham em trabalhar com design de uniformes, o profissional indica quais as qualidades necessárias para entrar para o time da gigante esportiva.

> LEIA TAMBÉM

O visual das terceiras camisas de alguns times da Nike na Liga dos Campeões da Europa 2014/15 será chamativo (Foto: Nike)
O visual das terceiras camisas de alguns times da Liga dos Campeões da Europa 2014/15 que vestem Nike será bastante chamativo (Foto: Nike)

Pergunta – Quais foram as inspirações para esta nova coleção?
Martin Lotti – Minha ideia foi criar um design que deixasse os jogadores “ensopados” de cor, dos pés à cabeça. Visitei uma exposição de arte em South Bank, em Londres, na qual havia uma sala repleta de luzes neon. Minha inspiração veio dessa sensação de imersão nas cores, e pensei em criar as camisas, shorts e meias dos novos uniformes todos da mesma cor, para cada time.

Pergunta – Na sua opinião, qual o impacto desses uniformes?
Lotti – Eu adoro esses uniformes. Eles são inesperados, têm um visual novo. São simples e ao mesmo tempo intrigantes – e muitas vezes as melhores ideias são as mais simples. Gosto muito da expressão “simplicidade complexa”, e ela se aplica aos novos uniformes. De longe eles parecem simples, mas à medida que você se aproxima eles vão ficando mais complexos.

Pergunta – Como funcionam as cores escolhidas para cada uniforme?
Lotti – Nossa intenção foi ampliar ao máximo o alcance das cores. Queríamos produzir cores brilhantes que tivessem vibração visual. Nos uniformes mais escuros, o brilho da listra lateral tem um papel importante. As peças parecem reluzir ainda mais à noite, em contraste com o gramado e sob os holofotes. Quando o céu está escuro, os uniformes parecem transmitir eletricidade, como se fossem movidos a pilhas.

Pergunta – Qual o papel específico da listra?
Lotti – Ela corre por toda a lateral do uniforme. No momento em que o jogador está parado, de pé, ela parece uma linha indivisível. Mas quando o corpo começa a se mover, a listra acompanha os movimentos e cria uma sensação de velocidade.

Pergunta – De que modo esses uniformes coloridos podem ajudar os jogadores?
Lotti – Conversando com os jogadores, eles dizem que as cores vibrantes transmitem uma sensação de velocidade e potência. Essas cores têm um forte impacto psicológico. A divisão de dois tons entre a parte da frente e as costas também é importante. Os adversários enxergam uma cor quando estão de frente para o jogador, mas quando ele os ultrapassa os integrantes da outra equipe vão enxergar uma cor diferente nas costas. Espero que isso inspire os atletas a deixar os adversários “comendo poeira”.

Pergunta – O que os jogadores dizem especificamente sobre os benefícios das cores vibrantes?
Lotti – Lembro que Zlatan Ibrahimovic falou sobre a sensação de força que experimenta quando veste um uniforme colorido. Os jogadores gostam de estar em destaque e a cor traz essa mudança psicológica.

Pergunta – Você também pensa na torcida quando cria para os clubes?
Lotti – Sem dúvida. Acreditamos que o brilho dos novos uniformes pode despertar uma reação na torcida e alimentar ainda mais o orgulho pelos times. Também queremos proporcionar uma nova experiência nas partidas noturnas. Os uniformes foram feitos para serem usados à noite, sob os holofotes, e queríamos criar um visual de grande impacto para jogadores e torcida – tanto para as pessoas que vão ao estádio quanto para as que assistem aos jogos em casa.

Pergunta – Como escolher cores que funcionem bem sob a luz dos holofotes?
Lotti – Testamos os uniformes em diferentes condições e observamos também a imagem deles quando transmitidos pela TV. Utilizamos os conhecimentos de precisão visual que adquirimos projetando outros produtos, e acreditamos que vão emitir um forte brilho durante partidas noturnas e ajudar os jogadores a se enxergarem melhor em campo.

Eu adoro esses uniformes. Eles são inesperados, têm um visual novo. São simples e ao mesmo tempo intrigantes – e muitas vezes as melhores ideias são as mais simples”.

Pergunta – Descreva o processo que levou vocês a optar por tons sólidos de cor.
Lotti – Trabalhamos muito para acertar na escolha das cores. Observamos diversas amostras sob diferentes graus de iluminação e em diferentes condições. Em seguida, avaliamos como seria o visual dessas cores em contraste com o gramado. Avaliamos quais cores que se adaptariam melhor a diferentes tons de pele. Além disso, é importante escolher uma cor relevante para cada equipe, de modo a preservar a identidade dos clubes.

Pergunta – De que modo esses novos uniformes refletem o futebol moderno?
Lotti – Acredito que a intensidade das cores representa a intensidade desse esporte nos dias de hoje. O futebol está cada vez mais rápido e os uniformes foram criados para dar destaque aos jogadores cada vez mais velozes.

Pergunta – Qual a importância da cor para os uniformes?
Lotti – A cor representa ao mesmo tempo tradição e inovação. Ela é essencial. É o símbolo mais visível, uma inspiração para jogadores e torcida.

Pergunta – O design de terceiros uniformes oferece mais liberdade?
Lotti – No primeiro uniforme é preciso respeitar a tradição, e de certo modo isso também se aplica à segunda camisa. Mas no terceiro uniforme nós podemos arriscar mais. É possível criar uma energia nova, diferente. Temos uma tela em branco onde podemos criar uma narrativa, desafiar as pessoas e incentivar o debate. Gostamos de surpreender os jogadores e a torcida.

No terceiro uniforme nós podemos arriscar mais. É possível criar uma energia nova”.

Martin Lotti, diretor criativo global da Nike Futebol, explica que a ideia do uso de cores foi transmitir ousadia em campo (Foto: Nike)
Martin Lotti, diretor criativo global da Nike Futebol, explica em entrevista que a ideia do uso de cores mais chamativas foi transmitir ousadia em campo (Foto: Nike)

> LEIA TAMBÉM

Pergunta – Quais são os princípios mais importantes do design de uniformes?
Lotti – Nosso trabalho se concentra em quatro elementos. A performance sempre vem em primeiro lugar e o principal objetivo é ajudar a elevar os padrões do atleta. Em segundo lugar, consideramos o estilo: como é o visual e o caimento do uniforme? Em seguida vem a alma, os detalhes de personalidade que inspiram torcida e jogadores. Finalmente, observamos o design como um todo, do ponto de vista da sustentabilidade. Fazemos isso ao tomar decisões sobre materiais usados e métodos de produção.

Pergunta – Como começa o design de um uniforme?
Lotti – Conversamos com os clubes e tentamos chegar a um ponto de equilíbrio entre um olhar para o futuro e o respeito à história do passado. Esses times têm grandes torcidas e queremos que os uniformes agradem pessoas de todas as idades.

Pergunta – Onde você busca inspiração para criar as peças?
Lotti – É muito importante estabelecer uma ligação com os clubes e fazer a pesquisa mais profunda possível sobre eles. Viajamos muito, visitamos os times e conhecemos gente de todas as áreas. Conversamos com os torcedores mais aguerridos, com jornalistas, escritores, ex-jogadores, jogadores atuais, talentos das categorias de base, o presidente, o diretor e, é claro, o roupeiro.

Conversamos com os clubes e tentamos chegar a um ponto de equilíbrio entre um olhar para o futuro e o respeito à história do passado”.

Pergunta – Quais são as melhores maneiras de absorver a cultura dos clubes?
Lotti – Percorremos um caminho para descobrir tudo o que pudermos sobre o time. Qualquer fonte de conhecimento pode servir para despertar uma ideia.

Pergunta – Quais são as qualidades necessárias para um designer que trabalha na criação de uniformes?
Lotti – Ele ou ela tem de ser capaz de contar uma história. É preciso valorizar o romance, o legado e o espírito dos times, além de nutrir um amor verdadeiro pelo futebol, pelos jogadores e pela torcida.

Veja a versão original da entrevista:
nikeinc.com/brasil/news

Clique no link e leia também:

Designer-pede-emprego-a-Nike-com-blog
www.verminososporfutebol.com.br/dica-cultural/designer-pede-emprego-a-nike-com-blog


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: