Verminosos por futebol




Papo sério

Grupo exige Maranhão e Piauí no Nordestão

O sucesso da Copa do Nordeste de 2013 fez a alegria do futebol da região. Os estádios lotados garantiram média […]

Nordestao-1
Os 16 participantes da Copa do Nordeste de 2013 representam sete dos nove estados da região

O sucesso da Copa do Nordeste de 2013 fez a alegria do futebol da região. Os estádios lotados garantiram média de público superior a de todos os 27 estaduais do Brasil. Porém, nem todos os nordestinos estão felizes. Maranhão e Piauí também querem entrar na festa, na edição de 2014. E um grupo de torcedores ameaça acionar a Justiça comum se for preciso.

É o que defende o movimento “MA-PI no Nordestão”. Ele já tem o apoio de 80 piauienses, 25 maranhenses e 15 outros nordestinos. São torcedores insatisfeitos com o que seria preconceito. E, sobretudo, impacientes com a inércia dos dirigentes de clubes e federações dos dois estados.

Nordestao-3
Nordestão não inclui MA e PI

A exclusão de Piauí e Maranhão da Copa do Nordeste se deve a um acordo político costurado na década de 1950. Na época, a administração regional do futebol dos dois estados foi transferida para a abrangência do Norte, então formado apenas por Pará e Amazonas.

O movimento já conseguiu a sinalização da federação do Piauí de que os dois estados podem entrar no próximo Nordestão. Se a confirmação não vier até o fim da atual edição, os torcedores prometem acionar o Ministério Público Federal.

Com a ausência de um torneio do Norte, disputado pela última vez em 2002, eles exigem uma solução por parte da CBF. “Nada mais justo que a inclusão dos dois estados na principal competição da região”, cobra o movimento, que já cogita iniciar uma petição online. À frente, estão um advogado, um administrador, um médico e um engenheiro. Porém, eles preferem não informar seus nomes nessa entrevista, para evitar exposição no trabalho.

Verminosos por Futebol – Quem está à frente desse movimento de reivindicação de Maranhão e Piauí no Nordestão?
MA-PI no Nordestão – Somos quatro amigos do Piauí à frente deste movimento.

VPF – Vocês são só torcedores ou dirigentes de clubes e federações?
MA-PI – Somos apenas torcedores. Mas o grupo é bem misto. Aqui nós temos piauienses, maranhenses, cearenses, baianos, pernambucanos, paraibanos, sergipanos, alagoanos, norteriograndenses, ou seja, representantes de todos os estados do Nordeste que gostariam de ver seus clubes atuando no Piauí e Maranhão.

Nada mais justo que a inclusão dos dois estados na principal competição da região”.

VPF – Vocês têm apoio de clubes e federações?
MA-PI – Não procuramos nem os clubes e nem a federação do Piauí por entender que o assunto envolve questões políticas entre as federações do Nordeste e a CBF. Mas estamos cientes de que as federações de futebol do Piauí e do Maranhão, além da imprensa local, têm interesse nas vagas da Copa do Nordeste. Ocorre que devido à demora na busca de soluções, resolvemos entrar nesta batalha.

VPF – Vocês concordam com o entendimento da CBF de que Maranhão e Piauí fazem parte da logística da região Norte?
MA-PI – Um acordo entre dirigentes das federações de Piauí e Maranhão e CBF, ainda na década de 1950, colocou os clubes dos dois estados nordestinos na região Norte, tendo em vista que naquela região existiam apenas dois estados (Amazonas e Pará). Em troca, os estados do Maranhão e Piauí se revezavam na indicação do vice-presidente da CBF.

Nordestao-4
Copa do Nordeste de 2013 terá final entre Campinense e ASA

VPF – Se atualmente não há campeonato do Norte, não seria justo os estados participarem do Nordestão?
MA-PI – A CBF promove diversas competições, dentre elas a Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e a Copa do Nordeste. As duas primeiras competições contemplam equipes de todo o Brasil. Participam da Copa do Brasil todos os estados da federação. Participam do Campeonato Brasileiro também todos os estados da federação. Já imaginou essas competições cada qual contemplarem somente o Sul e o Sudeste? E o restante do país? Pois é isso que está acontecendo com os estados do Piauí e do Maranhão em relação à Copa do Nordeste, competição promovida pela CBF. Nada mais justo, portanto, a inclusão desses estados na principal competição da região. O torcedor não pode ficar refém das questões políticas.

VPF – Qual é a situação administrativa do futebol dos dois estados? Ultimamente, vinham ocorrendo brigas nas duas federações, certo?
MA-PI – Em 2012, a CBF reconheceu as atuais gestões das federações de Piauí e Maranhão. Está tudo ok.

VPF – Apesar dos dirigentes de terceira, dá pra dizer que há torcidas de primeira no Maranhão e no Piauí. Ano passado, o Sampaio Corrêa mostrou isso.
MA-PI – O Sampaio fez excelente campanha na Série D 2012 e terminou sendo campeão invicto. Levou mais de 40 mil pessoas ao Castelão. Ríver, Flamengo-PI ou Moto Club, na mesma situação do Sampaio, também teriam colocado muita gente em seus jogos. São clubes de grandes torcidas, mas que se encontram meio adormecidas.

O Sampaio Corrêa fez excelente campanha na Série D 2012 e terminou sendo campeão invicto. Levou mais de 40 mil pessoas ao Castelão. Ríver, Flamengo-PI ou Moto Club, na mesma situação do Sampaio, também teriam colocado muita gente em seus jogos”.

VPF – Por que o futebol do Maranhão e do Piauí perdeu tanta relevância nacional nos últimos tempos?
MA-PI – Alguns ex-dirigentes de clubes deixaram enormes dívidas trabalhistas e previdenciárias. As equipes tiveram que se desfazer de parte de seu patrimônio. O associado se afastou. O empresariado também. Faltou dinheiro para investir. Como consequência, o torcedor sumiu. O Ríver, por exemplo, já passou por isso. Hoje não tem mais dívidas. É um clube sanado. Com certidão negativa. Possui um bom centro de treinamento, ônibus, investimento imobiliário, recebe dinheiro da Timemania e planeja em muito breve ascender de divisão no Campeonato Brasileiro.

VPF – Quando vocês vão ingressar com a ação na Justiça?
MA-PI – No dia 25 de fevereiro, o presidente da federação do Piauí concedeu uma entrevista ao Globo.com/Piauí. Informou que no início de março irá se manifestar em definitivo sobre as vagas pretendidas por Piauí e Maranhão. Iremos esperar. Se for negativo, buscaremos a Justiça. Nosso grupo está pensando em criar uma petição online com o objetivo de pegar a assinatura de mais torcedores, no site Petição Pública. O abaixo-assinado será entregue como anexo da representação a ser entregue no Ministério Público Federal.

VPF – Qual a alternativa que vocês sugerem para que o campeonato inclua Maranhão e Piauí?
MA-PI – Neste ano de 2013 a Copa do Nordeste constou com quatro grupos de quatro equipes. A sugestão é de que em 2014 os estados do Piauí e do Maranhão formem um quinto grupo com quatro clubes (dois de cada estado). Para nós, o mais importante neste momento é a confirmação dos dois estados.

Nordestao-2
Fundadores da Liga do Nordeste: em 2013, não participaram do Nordestão CSA-AL, Fluminense-BA, Treze-PB, Botafogo-PB, Sergipe-SE e Náutico-PE, graças à colocação nos estaduais de 2012

Clubes de Piauí e Maranhão no Campeonato Brasileiro de 2013:

Piauí – 1 na Série D e 7 sem divisão.
Maranhão – 1 na Série C, 1 na Série D e 13 sem divisão.

Verminosos por Futebol já abraçou a causa do movimento

Em setembro de 2012, o Verminosos por Futebol questionou a ausência de Piauí e Maranhão na Copa do Nordeste de 2013. Confira!


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: