Verminosos por futebol




Papo sério

Flamengo alcança em 2018 a maior média de público de um time desde 1987

O Flamengo teve média de 47,1 mil torcedores, pouco abaixo dos 47,6 mil do título da Copa União

O Fla é o time que mais vezes foi líder de público: em 15 edições (Foto: Torcida Flamengo)
O Fla é o time que mais vezes foi líder de público: em 15 edições (Foto: Torcida Flamengo)

O Flamengo fechou a disputa do Campeonato Brasileiro de 2018 como líder de público. E a média de 47.140 torcedores pagantes por jogo foi a maior de um time desde a edição de 1987, quando o próprio Fla terminou com a marca de 47.610, no ano em que se sagrou campeão da Copa União. Sinal do número significativo alcançado pelo clube.

Dentre as 52 edições do Brasileirão com contabilização de público a partir de 1967, ainda como Torneio Robertão, o Flamengo foi o time mais vezes líder do ranking de público. Foram 15 edições, seguido de Corinthians, com 10; Atlético-MG, com 9; e Cruzeiro, com 5. Ao todo, 10 clubes já foram “campeões de público”. (Veja a relação abaixo.)

Empurrada sobretudo pelo Flamengo, a média de público do Brasileirão também foi a maior desde a Copa União de 1987. Neste ano, segundo o Sr. Goool, foram 18.867 pagantes por jogo, número que só ficou abaixo dos 20.877 de 31 anos atrás.

Multidão nas arquibancadas

A marca do Flamengo em 2018 superou as dos títulos de 2009 e 1992, quando o time levou 41 mil e 42 mil torcedores por jogo, respectivamente, mas não chegou nem perto da assinalada nos anos dos outros títulos. Em 1983, foram 59 mil; em 1982, 62 mil; e em 1980, 66 mil. Essa última foi a maior média de público de um time na história do Campeonato Brasileiro.

O Verminosos por Futebol reúne abaixo uma série de estatísticas. Divirta-se!

> Atenção: Vai republicar o levantamento? Garanta crédito ao pesquisador João Ricardo de Oliveira, fonte dos dados, e ao Verminosos por Futebol.

Melhor média de público do Campeonato Brasileiro ano a ano:

 

1967 – Cruzeiro – 34.037 pagantes
1968 – Vasco – 38.292
1969 – Fluminense – 40.459
1970 – Flamengo – 48.721
1971 – Flamengo – 37.026
1972 – Corinthians – 40.719
1973 – Flamengo – 33.660
1974 – Vasco – 36.619
1975 – Internacional – 51.962
1976 – Corinthians – 47.729
1977 – Atlético-MG – 55.664
1978 – Palmeiras – 31.359
1979 – Internacional – 46.491
1980 – Flamengo – 66.507
1981 – Flamengo – 43.614
1982 – Flamengo – 62.436
1983 – Flamengo – 59.332
1984 – Flamengo – 38.543
1985 – Bahia – 41.497
1986 – Bahia – 46.291
1987 – Flamengo – 47.610
1988 – Bahia – 35.537
1989 – Flamengo – 21.300
1990 – Atlético-MG – 26.748
1991 – Atlético-MG – 26.763
1992 – Flamengo – 42.922
1993 – Corinthians – 37.330
1994 – Atlético-MG – 22.673
1995 – Atlético-MG – 21.072
1996 – Atlético-MG – 25.449
1997 – Atlético-MG – 23.342
1998 – Cruzeiro – 28.384
1999 – Atlético-MG – 42.322
2000 – Fluminense – 20.219
2001 – Atlético-MG – 30.679
2002 – Fluminense – 25.666
2003 – Cruzeiro – 26.366
2004 – Corinthians – 13.547
2005 – Corinthians – 27.330
2006 – Grêmio – 25.630
2007 – Flamengo – 39.221
2008 – Flamengo – 40.694
2009 – Flamengo – 41.553
2010 – Corinthians – 27.446
2011 – Corinthians – 29.397
2012 – Corinthians – 24.299
2013 – Cruzeiro – 28.888
2014 – Cruzeiro – 29.678
2015 – Corinthians – 34.150
2016 – Palmeiras – 32.471
2017 – Corinthians – 40.007
2018 – Flamengo – 47.140

(*) De 1967 a 1970 – Torneio Roberto Gomes Pedrosa; A partir de 1971 – Campeonato Brasileiro.

Times mais vezes campeões de público desde 1967:

1º Flamengo – 15
2º Corinthians – 10
3º Atlético-MG – 9
4º Cruzeiro – 5
5º Bahia e Fluminense – 3
7º Internacional, Palmeiras e Vasco – 2
10º Grêmio – 1

Média de público do Campeonato Brasileiro ano a ano:

1967 – 20.545 pagantes
1968 – 17.749
1969 – 22.067
1970 – 20.259
1971 – 20.360
1972 – 17.591
1973 – 15.460
1974 – 11.599
1975 – 15.984
1976 – 17.010
1977 – 16.472
1978 – 10.539
1979 – 9.136
1980 – 20.792
1981 – 17.545
1982 – 19.808
1983 – 22.953
1984 – 18.523
1985 – 11.625
1986 – 13.423
1987 – 20.877
1988 – 13.811
1989 – 10.857
1990 – 11.600
1991 – 13.790
1992 – 16.814
1993 – 10.914
1994 – 10.222
1995 – 10.332
1996 – 10.913
1997 – 10.487
1998 – 13.487
1999 – 17.018
2000 – 11.546
2001 – 11.400
2002 – 12.886
2003 – 10.468
2004 – 8.805
2005 – 13.765
2006 – 12.401
2007 – 17.461
2008 – 16.992
2009 – 17.869
2010 – 14.839
2011 – 14.886
2012 – 13.224
2013 – 15.144
2014 – 16.555
2015 – 17.050
2016 – 15.188
2017 – 15.968
2018 – 18.867

(*) De 1967 a 1970 – Torneio Roberto Gomes Pedrosa; A partir de 1971 – Campeonato Brasileiro.

Fonte: João Ricardo de Oliveira/Verminosos por Futebol.


Ranking de público das 4 divisões do Campeonato Brasileiro de 2018:

 

Clube – Média de pagantes – Total de pagantes – Jogos – Divisão
1º Flamengo-RJ – 47.140 – 895.652 – 19 – Série A
2º São Paulo-SP – 34.321 – 652.098 – 19 – Série A
3º Palmeiras-SP – 32.357 – 614.776 – 19 – Série A
4º Corinthians-SP – 31.367 – 595.981 – 19 – Série A
5º Fortaleza-CE – 28.702 – 545.340 – 19 – Série B
6º Internacional-RS – 28.022 – 532.426 – 19 – Série A
7º Ceará-CE – 27.985 – 531.718 – 19 – Série A
8º Grêmio-RS – 22.264 – 423.019 – 19 – Série A
9º Bahia-BA – 19.315 – 366.991 – 19 – Série A
10º Atlético-MG – 17.398 – 330.553 – 19 – Série A
11º Vasco-RJ – 14.881 – 282.733 – 19 – Série A
12º Fluminense-RJ – 14.459 – 274.720 – 19 – Série A
13º Cruzeiro-MG – 13.521 – 256.892 – 19 – Série A
14º Sport-PE – 11.862 – 225.374 – 19 – Série A
15º Botafogo-RJ – 11.570 – 219.824 – 19 – Série A
16º Santos-SP – 10.576 – 200.939 – 19 – Série A
17º Atlético-PR – 10.570 – 200.832 – 19 – Série A
18º Chapecoense-SC – 9.432 – 179.212 – 19 – Série A
19º CSA-AL – 9.424 – 179.048 – 19 – Série B
20º Vitória-BA – 9.182 – 174.455 – 19 – Série A
21º Santa Cruz-PE – 8.637 – 86.366 – 10 – Série C
22º Remo-PA – 8.398 – 75.583 – 9 – Série C
23º Goiás-GO – 8.086 – 145.550 – 18 – Série B
24º Vila Nova-GO – 6.793 – 129.061 – 19 – Série B
25º Paraná-PR – 6.223 – 118.236 – 19 – Série A
26º Cuiabá-MT – 5.890 – 70.675 – 12 – Série C
27º Avaí-SC – 5.880 – 111.713 – 19 – Série B
28º Botafogo-PB – 5.861 – 58.613 – 10 – Série C
29º Náutico-PE – 5.765 – 57.647 – 10 – Série C
30º Botafogo-SP – 5.337 – 58.702 – 11 – Série C
31º Paysandu-PA – 4.997 – 94.937 – 19 – Série B
32º América-MG – 4.898 – 93.057 – 19 – Série A
33º Coritiba-PR – 4.842 – 92.003 – 19 – Série B
34º Treze-PB – 4.827 – 38.618 – 8 – Série D
35º Ponte Preta-SP – 4.488 – 58.342 – 13 – Série B
36º Confiança-SE – 4.229 – 38.061 – 9 – Série C
37º Campinense-PB – 4.111 – 24.663 – 6 – Série D
38º Itabaiana-SE – 3.916 – 15.665 – 4 – Série D
39º CRB-AL – 3.853 – 73.204 – 19 – Série B
40º Operário-PR – 3.779 – 45.350 – 12 – Série C
41º Guarani-SP – 3.677 – 69.864 – 19 – Série B
42º Moto Club-MA – 3.506 – 17.528 – 5 – Série D
43º América-RN – 3.427 – 13.709 – 4 – Série D
44º Sergipe-SE – 3.367 – 13.468 – 4 – Série D
45º Figueirense-SC – 3.355 – 63.738 – 19 – Série B
46º Imperatriz-MA – 3.239 – 22.675 – 7 – Série D
47º Criciúma-SC – 3.084 – 58.593 – 19 – Série B
48º Londrina-PR – 2.980 – 56.626 – 19 – Série B
49º Brasil-RS – 2.862 – 54.374 – 19 – Série B
50º ABC-RN – 2.793 – 25.138 – 9 – Série C
51º Sampaio Corrêa-MA – 2.782 – 50.079 – 18 – Série B
52º Juventude-RS – 2.530 – 48.074 – 19 – Série B
53º Atlético-GO – 2.490 – 47.306 – 19 – Série B
54º Linense-SP – 2.485 – 14.912 – 6 – Série D
55º Ferroviário-CE – 2.307 – 18.454 – 8 – Série D
56º Joinville-SC – 2.284 – 20.554 – 9 – Série C
57º Itumbiara-GO – 2.227 – 6.681 – 3 – Série D
58º São Bento-SP – 2.192 – 41.646 – 19 – Série B
59º Tubarão-SC – 2.165 – 10.824 – 5 – Série D
60º Uberlândia-MG – 1.969 – 9.845 – 5 – Série D
61º Caxias-RS – 1.929 – 11.576 – 6 – Série D
62º Atlético-AC – 1.789 – 17.887 – 10 – Série C
63º Novorizontino-SP – 1.545 – 7.723 – 5 – Série D
64º Bragantino-SP – 1.514 – 16.653 – 11 – Série C
65º Maringá-PR – 1.163 – 4.653 – 4 – Série D
66º Fluminense de Feira-BA – 1.110 – 4.439 – 4 – Série D
67º Ferroviária-SP – 1.001 – 3.004 – 3 – Série D
68º Oeste-SP – 930 – 17.677 – 19 – Série B
69º Manaus-AM – 913 – 5.480 – 6 – Série D
70º Jacuipense-BA – 852 – 2.555 – 3 – Série D
71º Mirassol-SP – 837 – 2.510 – 3 – Série D
72º ASA-AL – 821 – 2.462 – 3 – Série D
73º Central-PE – 800 – 2.399 – 3 – Série D
74º Salgueiro-PE – 756 – 6.806 – 9 – Série C
75º Brasiliense-DF – 710 – 3.548 – 5 – Série D
76º URT-MG – 683 – 2.730 – 4 – Série D
77º Altos-PI – 673 – 3.367 – 5 – Série D
78º Brusque-SC – 671 – 2.682 – 4 – Série D
79º 4 de Julho-PI – 629 – 1.886 – 3 – Série D
80º Sinop-MT – 629 – 2.514 – 4 – Série D
81º Iporá-GO – 626 – 3.128 – 5 – Série D
82º São Raimundo-PA – 622 – 1.866 – 3 – Série D
83º Globo-RN – 600 – 5.401 – 9 – Série C
84º Aparecidense-GO – 564 – 1.127 – 2 – Série D
85º Nacional-AM – 514 – 2.056 – 4 – Série D
86º Juazeirense-BA – 490 – 4.411 – 9 – Série C
87º Americano-RJ – 459 – 1.378 – 3 – Série D
88º Tombense-MG – 453 – 4.080 – 9 – Série C
89º Macaé-RJ – 450 – 1.350 – 3 – Série D
90º Vitória da Conquista-BA – 450 – 1.350 – 3 – Série D
91º Corumbaense-MS – 432 – 1.295 – 3 – Série D
92º Volta Redonda-RJ – 430 – 3.873 – 9 – Série C
93º Tupi-MG – 420 – 3.776 – 9 – Série C
94º Novo Hamburgo-RS – 391 – 1.565 – 4 – Série D
95º Cordino-MA – 366 – 1.463 – 4 – Série D
96º Independente-PA – 346 – 1.384 – 4 – Série D
97º Luverdense-MT – 340 – 3.057 – 9 – Série C
98º Caldense-MG – 329 – 988 – 3 – Série D
99º Itapemirim-ES – 321 – 964 – 3 – Série D
100º Belo Jardim-PE – 316 – 948 – 3 – Série D
101º Cianorte-PR – 314 – 941 – 3 – Série D
102º Inter de Lages-SC – 301 – 1.202 – 4 – Série D
103º Assu-RN – 291 – 874 – 3 – Série D
104º Rio Branco-AC – 281 – 1.406 – 5 – Série D
105º Ypiranga-RS – 266 – 2.390 – 9 – Série C
106º Interporto-TO – 262 – 785 – 3 – Série D
107º Nova Iguaçu-RJ – 248 – 745 – 3 – Série D
108º São Raimundo-RR – 243 – 729 – 3 – Série D
109º Ceilândia-DF – 231 – 692 – 3 – Série D
110º Plácido de Castro-AC – 228 – 683 – 3 – Série D
111º Santa Rita-AL – 222 – 666 – 3 – Série D
112º Boa Esporte-MG – 215 – 4.093 – 19 – Série B
113º Flamengo-PE – 211 – 634 – 3 – Série D
114º São José-RS – 184 – 1.288 – 7 – Série D
115º Sparta-TO – 175 – 526 – 3 – Série D
116º Espírito Santo-ES – 171 – 514 – 3 – Série D
117º Real Ariquemes-RO – 157 – 157 – 1 – Série D
118º Novoperário-MS – 154 – 462 – 3 – Série D
119º Barcelona-RO – 150 – 450 – 3 – Série D
120º Madureira-RJ – 149 – 448 – 3 – Série D
121º Baré-RR – 138 – 413 – 3 – Série D
122º Prudentópolis-PR – 108 – 323 – 3 – Série D
123º Guarani-CE – 104 – 313 – 3 – Série D
124º Murici-AL – 91 – 272 – 3 – Série D
125º Santos-AP – 84 – 253 – 3 – Série D
126º Dom Bosco-MT – 82 – 247 – 3 – Série D
127º Macapá-AP – 80 – 240 – 3 – Série D
128º Mogi Mirim-SP – 31 – 61 – 2 – Série D

Público das 4 divisões em 2018:

Campeonato – Média de pagantes – Total de pagantes
Série A – 18.867 – 7.169.488
Série B – 5.218 – 1.941.268
Série C – 3.119 – 605.023
Série D – 1.184 – 306.756

10 primeiros do ranking de público em 2017:

Clube – Média de pagantes – Jogos – Divisão
1º Corinthians-SP – 40.007 – 19 – Série A
2º São Paulo-SP – 35.228 – 19 – Série A
3º Palmeiras-SP – 29.660 – 19 – Série A
4º Internacional-RS – 23.328 – 19 – Série B
5º Bahia-BA – 21.541 – 19 – Série A
6º Ceará-CE – 20.555 – 19 – Série B
7º Grêmio-RS – 19.728 – 19 – Série A
8º Fortaleza-CE – 18.175 – 12 – Série C
9º Vasco-RJ – 15.031 – 16 – Série A
10º Cruzeiro-MG – 14.522 – 19 – Série A

Fonte dos dados de 2018 e 2017: Sr. Goool.


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: