Verminosos por futebol




Papo sério

Destaque do Taiti tem recepção modesta

No dia 17 de junho de 2013, Jonathan Tehau entrou para a história do futebol do Taiti. Foi quando o […]

Tehau2
Jonathan Tehau marcou o único gol do Taiti na Copa das Confederações de 2013 (Fotos: Fifa.com)

No dia 17 de junho de 2013, Jonathan Tehau entrou para a história do futebol do Taiti. Foi quando o meio-campo marcou o único gol da seleção de seu país numa competição da Fifa, na derrota de 6 a 1 para a Nigéria na estreia na Copa das Confederações, em Belo Horizonte. Mas, mesmo com esse destaque, ele teve uma recepção modesta: apenas a mãe e a namorada foram ao aeroporto.

“O futebol não tem vez no Taiti”, constata o jogador, que chegou na última quarta-feira. Motivos não faltavam para uma festa calorosa, nem que fosse da família. Na seleção estavam ainda dois irmãos de Tehau, os gêmeos Lorenzo e Alvin, e um primo, Teaonui.

Taiti
O Taiti levou 24 gols em três jogos, mas foi a seleção mais festejada da Copa das Confederações. Na bagagem, derrotas por 6 a 1 (para Nigéria), 10 a 0 (Espanha) e 8 a 0 (Uruguai)

Bem representado pela família Tehau, o Taiti foi o saco de pancadas do torneio, apanhando também para Espanha (10 a 0) e Uruguai (8 a 0). Ainda assim acabou como a seleção mais adorada pelos brasileiros. Porém, isso não foi suficiente para alterar o desinteresse da maioria dos 180 mil taitianos pela equipe.

Sem grande alarde, o único jogador profissional, o atacante Marama Vahirua, aposentou-se após o torneio. E nenhum dos outros 22 amadores recebeu proposta de um clube profissional. “Gostaria de viver do futebol, mas isso não é possível no Taiti”, lamenta Tehau, de 25 anos, que trabalha como entregador.

O futebol não tem vez no Taiti”. Jonathan Tehau, meia da seleção taitiana

Tehau, nas horas vagas jogador do amador AS Tamarii, guardará na memória os dias de profissional na Copa das Confederações. “Foi um momento incrível da minha vida. Passei a amar o Brasil”, revela o atleta, que ficou especialmente apaixonado por Guaraná Artarctica. “Disse pra minha namorada que este refrigerante é muito bom”, relata.

Pena que não deu pra levar uma garrafa ou latinha para o Taiti. “Trouxe algumas lembranças de Duty Free de São Paulo”. As melhores recordações, na realidade, viajaram em sua mente.

Facebook de Jonathan Tehau:
www.facebook.com/nathan.tehau

Gol de Jonathan Tehau na Copa das Confederações:


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: